CICLISMO

Seissa já trabalha com vista à nova temporada

A Seissa/KTM-Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact regressou aos trabalhos tendo em vista a nova época desportiva. O conjunto de Roriz iniciou os treinos com os Cadetes e Juniores, visando já o calendário de Ciclocrosse, que, se não houver adiamentos, arranca no próximo domingo com a realização da primeira prova da Taça de Portugal, a disputar em Melgaço.

No primeiro treino da pré-época, a Seissa não pode contar com todo o grupo, devido à proibição da circulação entre concelhos, mas Hélder Braga, diretor desportivo do ACR Roriz, garante que “que foi um primeiro contacto entre os atletas que puderam participar. Esta semana iniciaram os Cadetes e os Juniores. Apenas os alunos de fora do concelho não participaram”.

“ATUAL CONJUNTURA DIFICULTA APARECIMENTO E MANUTENÇÃO DE PATROCINADORES”

Sobre o regresso aos trabalhos, aquele responsável referiu que “começamos a preparar o ano de 2021, ainda que a conjuntura atual dificulte bastante o aparecimento e até a manutenção de alguns patrocinadores, mas acreditamos que com a ajuda de todos vamos ultrapassar esta fase delicada”.

“Felizmente a nossa academia nos últimos anos tem-se destacado positivamente no panorama ciclístico, temos conseguido formar excelentes ciclistas, tanto na componente desportiva quer humana. Alguns dos atletas formados no clube têm seguido para as principais equipas profissionais, outros tem seguido as suas carreiras academias com bastante sucesso, o que nos enche de orgulho”, disse Hélder Braga.

MAIOR ACADEMIA DO PAÍS

O diretor desportivo da ACR Roriz lembra que “a nossa academia é a maior do país, com cerca de 60 alunos com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos, que para além do ciclismo de estrada, praticam também BTT, Pista e Ciclocrosse”.

É a pensar, aliás, no Ciclocrosse que a Seissa decidiu regressar aos treinos depois de um curtíssimo período de paragem… “neste momento encontramo-nos já a preparar a temporada de Ciclocrosse, ainda com algumas limitações devido ao impedimento das deslocações entre concelhos, o que impossibilitou juntar para já todos os Cadetes e Juniores”.

De resto: “o Ciclocrosse faz parte da preparação para a época e mesmo não havendo certezas quanto à realização das provas, vamo-nos preparar para participar no que for marcado”

JUNIORES E CADETES COM BASTANTE MEXIDAS

Para a nova temporada, a Seissa vai apresentar equipas bastante reformuladas. Nos Juniores, Ricardo Machado e Marcelo Gabriel sobem a Sub-23, mantendo-se apenas Victor de Paula, ciclista brasileiro que vai cumprir o seu segundo ano de Júnior e de estágio no clube de Barcelos. Entretanto, sobem sete Cadetes aos Juniores, entre eles Pedro Pinto, Tomás Carvalho, Diogo Carreiras e Guilherme Rodrigues. A Seissa vai ainda receber ainda algumas ‘caras novas’.

Também nos Cadetes haverá uma renovação, ficando marcada, essencialmente, pela subida de atletas dos Juvenis, como é o caso de Paulo Fernandes, Rodrigo Rodrigues, Gonçalo Silva, Diogo Miranda, Diogo Pereira, Dinis Saleiro, Afonso Coelho.

“A nível estrutural já estamos focados na organização da equipa, falta apenas finalizar algumas parcerias, para ano pós ano proporcionar cada vez melhores condições, resultando assim numa formação de qualidade aos nossos alunos”, disse Hélder Braga, que adiantou que “apesar de todas incertezas devido a toda conjuntura, vamos seguramente, com o apoio das nossas instituições e de todos associados, estar no terreno a preparar a temporada da melhor forma”

Fotos:ACRR

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS