CICLISMO

SAERTEX à procura de títulos no ‘Nacional’ de XCM

A SAERTEX Portugal – Edaetech é umas das mais fortes candidatas à conquista de títulos de Campeão Nacional individual e por equipas no Campeonato Nacional de XCM, que se realiza domingo em Condeixa-a-Nova.

A formação de Viana do Castelo sagrou-se, em 2019, Campeão Nacional por equipas em Masters e para além de vários pódios viu Manuel Pinto conquistar a camisola de Campeão Nacional em Master 60 e Carlos Soares em Master 50.

Por isso…  “partimos para a primeira e última Maratona Nacional com o objetivo de dar sempre o melhor possível. No mínimo pretendemos revalidar os títulos conquistados o ano passado, bem como assegurar a vitória por equipas”, disse Carlos Rocha, presidente da SAERTEX Portugal – Edaetech, que acrescentou: “vamos ainda tentar, como o fizemos o ano passado, o pódio coletivo em Elites”.

Afirmando que “vamos para a prova sem pressões, pois é um ano atípico e cada um dará o melhor possível” disse Carlos Rocha, que sobre a pista e o percurso referiu: “é um percurso em circuito pouco ou nada funcional para um Campeonato Nacional, com bastantes single tracks, que dificulta a progressão para os atletas que saem mais atrás e que, garantidamente, apanharão atletas atrasados e mais lentos de outras categorias”.

Para além de Carlos Soares e Manuel Pinto, que vão tentar revalidar as camisolas conquistadas o ano passado, a SAERTEX parte ainda com ambições nos Master 30, por Bruno Anselmo, Master 40, Carlos Rocha e Marco Macedo, e ainda mais dois atletas em Master 60 que vão lutar pelo pódio. Os restantes atletas apontam ao top10.

Carlos Rocha assegura que “toda a equipa está animada por regressar à competição. Todos estão determinados em dar o seu melhor e estamos esperançados em conquistar bons resultados no Campeonato Nacional”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS