VOLEIBOL

Jornada dupla marcada por ‘derby’ inédito

O Campeonato Nacional da I Divisão Feminino de Voleibol tem, este fim de semana, jornada dupla e conta ainda com um ‘derby’ minhoto inédito: o SC Braga – Vitória SC.

Rivais desde sempre e adversários em muitos outros escalões e modalidades, SC Braga e Vitória SC nunca se defrontaram em jogos oficiais ‘Nacionais’ no Voleibol Sénior Feminino. Por isso, o jogo está a ser encarado com expetativa, ainda mais se olharmos para as apostas dos dois clubes. O SC Braga pela primeira vez na sua história conta com reforços estrangeiros, enquanto o Vitória SC acabou de garantir a subida à I Divisão, sendo, aliás, apontado como um dos candidatos aos lugares cimeiros.

JOÃO PAULO MATEUS: “VÃO SER DOIS JOGOS COMPLICADOS”

Em Braga a jornada dupla está a ser encarada com otimismo. A equipa saiu dos Açores revoltada por não ter conseguido pôr em campo todo o seu esforço e, por isso, trabalho arduamente para melhorar o seu jogo e os resultados esta semana…

“O jogo dos Açores foi muito complicado. O Clube K é um clube muito bem preparado, muito fortes. Reforçaram-se bem e foram buscar uma libero muito competente. É uma equipa com uma dinâmica forte em termos atacantes e defensivos. Era o nosso primeiro jogo da época, ainda por cima frente a uma das candidatas ao título, junta a isso a viagem, o teste…, mas já passou. Já vimos o que fizemos mal e o que fizemos de bem”, começou por referir João Paulo Mateus, que adiantou que “agora temos jornada dupla, com equipas muito competentes. O Castêlo da Maia é composto por um misto de juventude e atletas muito experientes. É uma equipa bastante forte, tem atletas que fazem a diferença. Acredito que vai ser um jogo muito equilibrado, muito disputado.

O treinador do SC Braga garantiu que “estamos a trabalhar no sentido de nos apresentarmo-nos no nosso melhor nos dois jogos. Claro que ninguém consegue preparar dois jogos, cada adversário tem as suas especificidades. Sabemos que vão ser dois jogos complicados, que vamos defrontar duas equipas muito competentes. Se o Castêlo da Maia é forte, o Vitória SC também é. O Vitória SC vem da II Divisão, mas tem excelentes atletas e reforçaram-se muito bem. É uma equipa muito competente, que está preparada para altos voos porque é muito forte”.

Afirmando que “este ano o campeonato vai ser muito difícil, com um nível altíssimo. O que de fazer é pensar e trabalhar jogo a jogo, para atingirmos os nossos objetivos”.

Questionado sobre o jogo de domingo com o Vitória SC, João Paulo Mateus lembrou que “a rivalidade entre SC Braga e Vitória SC é muito grande. Nota-se isso nos escalões de formação. Penso que é a primeira vez que se defrontam em Seniores e em jogos oficiais nacionais, mas as miúdas já se conhecem da Formação. Pessoalmente acho muito interessante e sé é pena não ter público porque tornaria o jogo mais empolgante”.

ÓSCAR BARROS: “ENCARAMOS OS JOGOS COM MOTIVAÇÃO”

Em Guimarães a equipa está motivada. A exibição frente ao AJM/FC Porto permitiu tirar ilações positivas. Óscar Barros, treinador do Vitória SC, referiu que estes são momentos únicos de aprendizagem e que ajudam a equipa crescer.

“Nós encaramos os jogos que se aproximam com uma grande motivação e com o sentido de aprendizagem. Estamos a jogar ao mais alto nível do Voleibol feminino e temos de aproveitar todos os momentos para aprender e para crescer”, começou por referir Óscar Barros, que lembrou: “esta é uma equipa muito jovem, mas tem de acreditar que consegue bater o pé a qualquer equipa, mesmo às que estão há muito tempo na I Divisão”.

“Todos os jogos serão encarados como momentos de superação, de motivação na perspetiva de crescer e ganhar o seu espaço neste campeonato. Temos de acreditar em nós próprios”, disse Óscar Barros, que salientou que “neste início de época tem sido tudo muito rápido. Num fim de semana estávamos a lutar pela subida e no outro já estávamos a jogar na I Divisão e logo com o FC Porto. Tivemos pouquíssimo tempo de adaptação e temos de somar a isso a lesão da Marina Scherer e uma pequena contrariedade na Rita Novais, que tiraram algum poder de altura ao nosso jogo. Mas temos de nos consciencializar do que podemos fazer e não arranjar desculpas de tempo ou lesões”.

Depois de se estrear no Campeonato Nacional da I Divisão com o AJM/FC Porto, pode-se pensar que os adversários deste fim de semana são mais acessíveis, mas Óscar Barros referiu que “no Voleibol penso que é consensual que o FC Porto é, neste momento, a equipa mais forte, mas daí a pensar-se que os outros adversários são mais acessíveis vai uma diferença grande. Vamos defrontar duas grandes equipas, que se reforçaram bem e têm aspirações. O Belenenses tem uma equipa mais forte que o ao passado e o SC Braga, que nunca teve estrangeiras, contratou três atletas este ano. Estamos à espera de jogos complicados, mas gostaríamos de dar mais réplica do que demos no último jogo”.

O jogo de domingo ganha uma motivação extra por ser com o rival SC Braga? “É um ‘derby’ não podemos fugir a isso. Sabemos das implicações de realizar um jogo com estas características. Estamos motivados e queremos muito ganhar para mostrar que temos valor e merecemos estar neste escalão. Vamos tentar ser consistentes durante mais tempo do que fomos no último jogo. E que seja um grande espetáculo de Voleibol”.

AVC FAMALICÃO RECEBE PORTO VÓLEI

O AVC Famalicão não tem tarefa fácil para a jornada dupla do fim de semana. Sábado a equipa treinada por Vítor Oliveira desloca-se ao recinto do Porto Vólei. Será uma espécie de reedição do primeiro jogo da primeira fase da Supertaça.

Em setembro, quando se defrontaram, o Porto Vólei venceu por 3-2, num jogo extremamente equilibrado e não fosse a lesão de Ana Paula talvez o resultado tivesse sido outro.

Este sábado, o jogo realiza-se no recinto do Porto Vólei, mas sem o peso do público, que ainda está impedido de entrar nos pavilhões.

No domingo, a tarefa pode parecer mais fácil, mas o Castêlo da Maia é sempre uma equipa forte, capaz de causar grandes problemas aos adversários.

PROGRAMA DE JOGOS:

Sábado:

16h – Porto Vólei – AVC Famalicão, no Pav. Colégio Efanor

17h – Boavista FC – GC Vilacondense

17h – SC Braga/U. Minho – Castêlo da Maia GC, no Pav. Univ. Minho – Gualtar

16h – CD Aves/Termolan – Sporting CP

12h – AJM/FC Porto – Clube Kairós

15h – Leixões SC – SL Benfica

16h – Belenenses – Vitória SC, no Pav. Acácio Rosa

Domingo:

16h – AVC Famalicão – Castêlo da Maia GC, no Pav. Municipal das Lameiras

17h – CD Aves/Termolan – GC Vilacondense

15h – Porto Vólei – Clube Kairós

16h – Boavista FC – Leixões SC

16h – SC Braga/U. Minho – Vitória SC, no Pav. Univ. Minho – Gualtar

17.30h – Sporting CP – Belenenses

15h – AJM/FC Porto – SL Benfica

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS