VOLEIBOL

Vila Verde AC: o outsider da Fase de Apuramento à II Divisão

O Vila Verde AC inicia sábado, frente ao CD Póvoa, a sua participação na Fase de Apuramento ao Campeonato Nacional da II Divisão de Voleibol Feminino, prova que decorre no Pavilhão Municipal de Guifões, em Matosinhos.

A equipa vilaverdense parte para esta fase sem qualquer objetivo de subida de divisão, até porque “há outras equipas mais e melhor apetrechadas do que nós, equipas que assumiram-se já como candidatas à subida”, começou por referir Luiz Felipe Santos, treinador do Vila Verde AC, que acrescentou: “nós vamos tentar atrapalhar a tarefa dos candidatos”.

O conjunto de Vila Verde já está a trabalhar desde inícios de agosto, mas Luiz Felipe Santos lembra que “foram seis meses de confinamento o que é muito tempo. E se é duro para as atletas profissionais, para as atletas de clubes como o Vila Verde AC, que fazem do Voleibol um hobby, é muito mais duro. Durante esse período as atletas desleixam-se um pouco e recuperar fisicamente as atletas não tem sido fácil”.

LUIZ FELIPE SANTOS: “NÓS ASSUMIMOS QUE NÃO SOMOS CANDIDATOS”

“Penso que estamos preparados para a competição, mas somos o outsider. Não temos o objetivo de subida”, disse aquele treinador, que acrescentou: “nós assumimos que não somos candidatos à subida. Não temos estrutura para subir e não temos interesse em subir para descer logo de seguida”.

“Uma subida implica reforço do plantel e mais um conjunto de encargos para os quais não estamos preparados. Este é o quarto ano de vida do Vila Verde AC, ainda é um bebé, precisa de crescer mais um bocadinho para poder aspirar a outros voos”.

Luiz Felipe Santos referiu que “nós estamos a encarar esta Fase de Apuramento como mais uma preparação. É mais um momento em que temos a oportunidade de competir e ver como reage a equipa. Nós já não competimos desde março e o campeonato arranca em breve, portanto, vamos aproveitar para fazer um jogo oficial, com tudo o que isso acarreta, a intensidade, o foco, o jogo em si”.

PATRÍCIA COSTA É BAIXA

Para esta fase, Luiz Felipe Santos não pode contar com Patrícia Costa, que contraiu uma lesão grave no joelho e vai esta parada até novembro.

Aliás, são as lesões que preocupam o treinador do Vila Verde AC… “o meu medo maior são as lesões, porque treinar em ritmo de treino e competição é diferente, a intensidade dos jogos potencia mais choque, mais saltos e as atletas acabam por estar expostas a lesões”.

De resto, Luiz Felipe Santos diz-se tranquilo quanto à competição: “em termos de Covid, não tenho grandes receios porque há um extremo cuidado quer nos treinos, quer para a competição com as regras impostas pela FPV. Há setores que estão muito mais expostos do que o Voleibol, que o desporto. Claro que tenho algum receio que pare tudo, não por culpa nossa, mas devido à conjuntura e é mais fácil parar o desporto do que outros setores”.

Para a nova época, o Vila Verde AC manteve cerca de 70 por cento da equipa do ano passado, tendo-se reforçado com atletas oriundas de Braga e Amares.

PROGRAMA DE JOGOS

SÁBADO:

Jogo Nº 319 – CA Madalena x Frei Gil VC, 15h

Jogo Nº 320 – CAR Taipense x CD Fiães, 15h

Jogo Nº 321 – CD Povoa x Vila Verde AC, 18h

Jogo Nº 322 – VC Viana x ADES Penafiel, 18h

DOMINGO:

Jogo Nº 323 – Vencedor 319 x Vencedor 320, 15h

Jogo Nº 324 – Vencedor 321 x Vencedor 322, 20h

SEGUNDA-FEIRA:

Jogo Nº 325 – Vencedor 323 x Vencedor 324, 16h

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS