CICLISMO

Marta Branco e João Cruz Campeões Nacionais

Marta Branco (Maiatos) e João Cruz (AXPO) sagraram-se Campeões Nacionais de BTT XCO durante o Campeonato Nacional que se realizou hoje na pista permanente de Tamengos, Anadia. José Dias, ciclista de Barcelos que alinha na DMT Racing Team, sagrou-se esta tarde Vice-Campeão Nacional de Elites.

MARTA BRANCO CAMPEÃ NACIONAL SUB-23

Marta Branco, ciclista de Guimarães que alinha no Maiatos, revalidou o título de Campeã Nacional de Sub-23. A ciclista vimaranense gastou 01:22.05h para fazer as seis voltas do percurso, deixando Ana Fernandes (BTTTeam SUColarense/CSTreino/DeltaQ) a mais de um minuto de diferença. Jéssica Costa (Guilhabreu BTT) foi terceira.

JOÃO CRUZ CAMPEÃO NACIONAL DE JUNIORES

João Cruz, ciclista de Viana do Castelo que alinha AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde, conquistou a camisola de Campeão Nacional de Juniores.

O ciclista vianense, que o ano passado, em Guimarães, se sagrou Campeão Nacional de Cadetes, levou a melhor sobre Tomás Frazão (RÓÓDINHAS/Santos Silva) e Vasco Cunha (Clube BTT Matosinhos).

De referir que João Cruz lidera o ranking da Taça de Portugal, depois de ter vencido as duas primeiras provas.

JOSÉ DIAS VICE-CAMPEÃO EM ELITES

José Dias, que nos últimos anos se tem dedicado mais a outras vertentes do ciclismo, travou uma luta interessante com Roberto Ferreira (Guilhabreu BTT), reeditando a luta de há duas semanas para a Taça de Portugal. Na Anadia Roberto Ferreira foi mais rápido e sagrou-se Campeonato Nacional de Elites. José Dias foi segundo e David Rosa terminou no terceiro lugar.

Em femininos Raquel Queirós revalidou o título conquistado o ano passado em Guimarães. A vimaranense Ilda Pereira (Casa Myzé Team) terminou na segunda posição, gastando mais seis minutos que a Campeã Nacional. Joana Monteiro, ciclista de Famalicão que alinha na AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde, foi terceira classificada.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS