CICLISMO

Marco Macedo (SAERTEX) dominou em Masters 40

Marco Macedo, da SAERTEX Portugal – Edaetech, foi o grande vencedor em Master 40 da segunda prova da Taça de Portugal de BTT XCO, que decorreu, no sábado, no Centro de Ciclismo do Minho, em Souto Santa Maria, Guimarães.

O ciclista da equipa de Viana do Castelo repetiu assim vitória alcançada, há pouco mais de um ano, no Campeonato Nacional de BTT XCO, que se realizou na mesma pista.

Marco Macedo cedo mostrou vontade de assumir o comando da prova e de sair de Guimarães com a liderança no ranking da Taça de Portugal. No entanto, na primeira volta Rogério Matos conseguiu ser o mais rápido, passando meta com uma vantagem de 20 segundos, o que lhe permitiu comandar durante as primeiras duas voltas.

O ciclista da SAERTEX não baixou os braços e foi reduzindo o tempo para Rogério Matos e na terceira passagem pela meta já estava no comando da prova, terminando as cinco voltas à pista em 01h00m09s, deixando o segundo classificado, Hugo Moreira, que correu como individual, a mais de 01m34s. Rogério Matos (Rompe Trilhos/Ajpcar) foi terceiro.

ANTÓNIO VIANA (BOMBOS S. SEBASTIÃO) QUINTO

António Viana, do Bombos S. Sebastião/MonçãoBike, terminou na quinta posição, gastando mais de cinco minutos que Marco Macedo. António Rocha (SAERTEX) foi sétimo classificado e o famalicense Roberto Lopes (AXPO / FirstBike Team / Vila do Conde) fez 13.º lugar.

MARCO MACEDO “GOSTO MUITO DE CORRER AQUI”

Marco Macedo mostrou-se bastante satisfeito com a forma como lhe correu a corrida e com a vitória, que lhe permite liderar o ranking da Taça de Portugal, com 70 pontos, mais 13 que Rogério Matos.

“Foi uma prova que me correu muito bem”, começou por afirmar Marco Macedo, que acrescentou: “eu gosto muito de correr aqui, é uma pista que me agrada”.

Afirmando que “o calor foi, se calhar, o principal adversário nesta corrida”, Marco Macedo lembrou que “a meio da prova consegui assumir a liderança. Depois fui controlando, tomando as cautelas para não quebrar, mas fui fazendo a minha corrida. Consegui ganhar o que é muito importante nesta altura e depois de tanto tempo sem competições. Na semana passada já tinha participado no Nacional de XCE, mas é uma competição muito curta e não deu para muito”.

Marco Macedo prepara-se agora para participar no Campeonato Nacional de Contrarrelógio, que se realiza domingo em Castelo de Vide…

“A minha grande meta agora é o Campeonato Nacional de BTT XCO, onde o objetivo é revalidar o título de Campeão Nacional, que conquistei o ano passado nesta pista. Antes vou participar no Campeonato Nacional de Contrarrelógio, que se realiza domingo, em Castelo de Vide. É um circuito duro, mas bom. O objetivo é dar o meu melhor. Vamos ver até onde posso chegar”.

RAQUEL MARQUES DOMINOU EM FEMININOS

Raquel Marques (AXPO/FirstBike Team/ Vila do Conde) foi a grande vencedora na prova feminina de Master 40.

A atleta barcelense cortou a meta com uma vantagem de quase 10 minutos sobre Sandra Costa (AEBTT Rio/Mr.Print), que foi segunda classificada. Lúcia Silva (Korpo Activo/Penacova) foi terceira classificada.

André Filipe (CPR A-do-Barbas/ALIplast/PVS) venceu em Master 30, deixando na segunda posição Filipe ramos (Póvoa de Varzim/CDC Navais) e Augsto Midão (Rompe Trilhos/Ajpcar) foi terceiro.

Luís Grilo, da SAERTEX Portugal – Edaetech, foi o melhor ciclista minhoto ao termina na sexta posição. Cláudio Veloso, do BTT Braguinhas/Padim da Graça, foi 13.º classificado.

Em Femininos venceu Cristina Pereira (Figueirasbtt/Lousada/CarvicTeam), deixando Ana Vintém (Clube Ciclismo de Castelo Branco) na segunda posição.

Em Master 50 venceu António Passos (Rompe Trilhos/Ajpcar). António Sousa (individual) foi segundo e Fernando Gonçalves (CTM-Vila Pouca/CEPSA Casa Lima Chaves) terminou em terceiro.

DOMINGOS RUFO (SAERTEX) TERCEIRO EM MASTER 60

Domingos Rugo, da SAERTEX Portugal -Edaetech, classificou-se na terceira posição na prova de Master 60 da segunda prova da Taça de Portugal.

O ciclista do clube de Viana do Castelo ficou atrás de Luís Tomé (Korpo Activo/Penacova), que venceu a prova, e Joaquim Matos (Penafiel Bike Clube). Paulo Teixeira (Rodabike/ACRG/Gondomar) foi o único paraciclista presente na corrida do Centro de Ciclismo do Minho.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS