CICLISMO

Pedro Miguel Lopes no pódio no ‘Nacional’ de Rampa

Pedro Miguel Lopes, ciclista de Guimarães que alinha na Kelly / InOutBuild / UDO, terminou no pódio na categoria de Sub-23 do Campeonato Nacional de Rampa, que se disputou este domingo em Miranda do Corvo.

O ciclista vimaranense percorreu os sete quilómetros em09m16s, gastando mais 32 segundos que o seu colega de equipa, André Domingues, que se sagrou Campeão Nacional.

Dos restantes ciclistas minhotos de realçar que João Salgado (JV Perfis – Gondomar Cultural) fez o 14.º tempo e Henrique Martins (ADCD Trofa/Trofense) foi 28.º.

Em Elites masculinos, César Fonte, ciclista de Viana do Castelo que alinha na EFAPEL, terminou no quinto lugar a 22s do Campeão Nacional, o seu colega de equipa Jóni Brandão.

José Mendes, ciclista de Guimarães que alinha na W52-FC Porto, terminou com o 10.º tempo.

Em Juniores Fábio Fernandes (EFAPEL) sagrou-se Campeão Nacional de Rampa, com o tempo de 09m23s.

Em Cadetes masculinos, Pedro Pinto (Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo) terminou na oitava posição, numa prova ganha por António Morgado (Anipura-G.D.M.-Escola Alexandre Ruas).

Luís Ribeiro, da EC Carlos Carvalho, foi 20.º e Tomás Carvalho (Seissa) fez o 25.º lugar. Já Diogo Carreiras (Sessa) foi 35.º e Guilherme Rodrigues terminou em 41.º. Diogo Mendes, da EC Carlos Carvalho, conclui a prova no 48.º lugar, Gabriel Baptista foi 52.º, Bruno Lopes terminou em 60.º e Henrique Lopes em 67.º, enquanto Vítor Faria terminou no 81.º lugar.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS