VOLEIBOL

AVC Famalicão mede forças com Porto Vólei

O AVC Famalicão mede forças esta sexta-feira com o Porto Vólei, pelas 20 horas, naquele que é o jogo inaugural da reformulada Supertaça de Voleibol Feminino, que se disputa no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos – Nave Ilídio Ramos.

Nesta primeira fase marcam presença AVC Famalicão, Porto Vólei e Clube K, que se vão defrontar entre si durante o fim de semana e o vencedor segue para a final, que se realiza dia 18, onde vai encontrar o vencedor da Taça de Portugal, o AJM/FC Porto.

Em Famalicão o ambiente é de confiança. A equipa trabalhou bem durante este período de pré-época e apesar de todas as restrições “encontra-se bem e está preparada para esta primeira competição que temos pela frente, a Supertaça”, começou por referir Vítor Oliveira, treinador do AVC.

“EQUIPA ESTÁ EMPENHADA E CONFIANTE”

Aquele técnico adiantou que “a equipa está empenhada e confiante. Não está, com certeza, na sua melhor forma, mas está na melhor forma possível para esta altura da época e tendo em conta todos os constrangimentos que tivemos”.

Mas se houve limitações na preparação, também é certo que haverá constrangimentos nos jogos… “ainda não sabemos quais vão ser os constrangimentos durante a competição…ainda é uma coisa que vamos descobrir nestes jogos”.

O AVC Famalicão realizou alguns jogos treinos durante a preparação para a Supertaça. “Fizemos alguns jogos, em nossa casa, com todas as condições de segurança e vimos que o jogo se tornou mais frio com todas aquelas preocupações e receios. Foi um jogo diferente. Quanto ao jogo em si foram normais e acho que estes que vamos realizar vão ser o mais próximo possível do normal”.

Vítor Oliveira parte confiante para esta primeira fase da Supertaça, embora considere que o AVC não está na sua melhor forma.

“Eu estou bastante otimista quando ao que podemos conseguir nesta primeira fase. É certo que não estamos na nossa melhor forma, talvez isso só aconteça mais lá para o início do campeonato. Neste momento estamos na melhor forma possível tendo em consideração tudo aquilo que passamos”, disse Vítor Oliveira.

“BOAS EXPETATIVAS PARA ESTA PRIMEIRA FASE DA SUPERTAÇA”

O treinador do AVC garantiu, no entanto, que “temos boas expetativa para esta primeira fase da Supertaça. Queremos muito seguir em frente e era importante estar na finalíssima”, claro que “estamos conscientes que os nossos adversários são poderosos, têm muita qualidade. A nossa preparação foi a possível e não a adequada, estamos conscientes do que nos espera, mas estamos muito determinados e temos muita ambição, por isso, esperam-se dois jogos muito disputados”.

Um dos pontos fortes do AVC Famalicão é a continuidade da maior parte do plantel, que se mantém há alguns anos…  “é verdade temos um grupo que se mantém há alguns anos. Da última época mantivemos oito atletas, sairam quatro e contratamos outras tantas. As que saíram já conheciam a dinâmica e sabiam o que era o AVC. Estas estão a entrar e estão a ser integradas no grupo. Vamos continuar a ter uma equipa forte, determinada e ambiciosa”.

Do grupo de trabalho apenas uma atleta não está ainda apta a jogar na Supertaça, uma vez que veio mais tarde e está a fazer os testes físicos e médicos.

PROGRAMA DE JOGOS

Sexta-feira, dia 11

20 horas: AVC Famalicão – Porto Vólei

Sábado, dia 12

18h: Clube Kairós – AVC Famalicão

Domingo, dia 13

15 h: Porto Vólei – Clube Kairós

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS