CICLISMO

Fafe e Viana do Castelo recebem visita da Volta a Portugal

Fafe e Viana do Castelo recebem a visita do pelotão da Volta a Portugal 2020, que este ano se realiza em moldes diferentes, mas que é aguardada com grande expetativa pelos amantes da modalidade, confirmou hoje a Federação Portuguesa de Ciclismo.

Tal como o Desportivo do Minho anunciou a 17 de agosto, Fafe e Viana do Castelo continuam na rota da prova rainha do Ciclismo Nacional, prova que este ano se realiza em nove dias, que conta com um prólogo, sete etapas e um contrarrelógio, e que conta com a presenta da equipa World Tour , a Movistar.

Fafe, uma das cidades emblemáticas da Volta a Portugal, centra todas as atenções do arranque da edição deste ano da Volta a Portugal. A cidade fafense recebe o prólogo no dia 27 de setembro. O prólogo, que será uma luta contra o cronómetro, tem uma extensão de sete quilómetros e liga o Parque da Cidade à Praça 25 de Abril, numa corrida que pode fazer algumas diferenças dadas as características e rapidez do percurso.

VIANA DO CASTELO RECEBE PRIMEIRA ETAPA

Viana do Castelo recebe a 28 de setembro a chegada da primeira etapa da Volta a Portugal. A mais longa etapa da edição deste ano da Volta a Portugal arranca de Montalegre e termina no Alto de Santa Luzia, em Viana do Castelo, numa extensão 180 quilómetros. Pelo meio os ciclistas vão passar por Vendas Novas, Gerês, segue por Vieira do Minho, Terras de Bouro, Vila Verde, Barroselas e Santa Luzia, em Viana do Castelo.

PERCURSOS

Percurso

27 de setembro – Prólogo: Fafe – Fafe, 7 km (CRI)

28 de setembro – 1.ª Etapa: Montalegre – Santa Luzia (Viana do Castelo), 180 km

29 de setembro – 2.ª Etapa: Paredes – Senhora da Graça (Mondim de Basto), 167 km

30 de setembro – 3.ª Etapa: Felgueiras – Viseu, 171,9 km

1 de outubro – 4.ª Etapa: Guarda – Torre (Covilhã), 148 km

2 de outubro – 5.ª Etapa: Oliveira do Hospital – Águeda, 176,3 km

3 de outubro – 6.ª Etapa: Caldas da Rainha – Torres Vedras, 155 km

4 de outubro – 7.ª Etapa: Loures – Setúbal, 161 km

5 de outubro: 8.ª Etapa: Lisboa – Lisboa, 17,7 km (CRI)

(Em atualização)

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS