VOLEIBOL

AVC Famalicão “motivado” para a Supertaça

“Estamos muito motivados e acreditamos que vamos chegar à Supertaça na melhor forma que nos for possível” disse Vítor Oliveira, treinador do AVC Famalicão, equipa que já se encontra a trabalhar no pavilhão, mas ainda sem contar com a totalidade das atletas e de forma muito condicionada.

O AVC Famalicão participa na Supertaça de Voleibol Feminino, que este ano se realiza em moldes diferentes do habitual. Na primeira fase o AVC Famalicão vai medir forças com o Porto Volei (11 de setembro) e Clube K (12 de setembro). O vencedor desta fase defronta o AJM/FC Porto a 18 de setembro.

 

“NO GERAL OS TREINOS ESTÃO A CORRER BEM”

 

O AVC Famalicão regressou aos trabalhos no pavilhão há uma semana, mas ainda sem contar com todas as atletas e de uma forma muito condicionada devido às regras definidas pela DGS.

“Temos tido algumas dificuldades devido às condições que temos e às regras que temos de cumprir. Tudo isso condiciona um pouco o nosso trabalho, mas no geral os treinos estão a correr bem. As atletas já estavam com saudades da bola”, disse o técnico do AVC Famalicão.

Vítor Oliveira salientou que “o regresso aos trabalhos ficou marcado por uma enorme alegria e entusiasmo por parte atletas. Estivemos muito tempo parados e estávamos a precisar de regressar”, mas ao mesmo tempo “temos sempre algum receio com tudo o que se está a passar. As notícias não são boas no que diz respeito a contágios. Nós tomamos todas as medidas indicadas pela DGS e seguimos todas as recomendações, para podermos trabalhar mais sossegados”.

 

EQUIPA INCOMPLETA

 

Vítor Oliveira ainda não pode contar com a totalidade das atletas… “infelizmente ainda não temos o grupo completo. Estamos com algumas dificuldades para trazer algumas atletas e também não temos podido contar com a nossa Capitã, a Vanessa Rodrigues, que é uma das responsáveis pela DGS e tem estado a trabalhar”.

O AVC Famalicão está a fazer, para já, treinos diários, tendo, na primeira semana, realizado trabalhos mais individualizados, mas “aos poucos já temos feito treinos em conjunto” disse Vítor Oliveira, que garante que o AVC Famalicão encontra-se motivado para a Supertaça…

 

“TENTAR CHEGAR O MAIS LONGE POSSÍVEL”

 

“Estamos muito motivados e acreditamos no processo que estamos a seguir e que vamos chegar à Supertaça na melhor forma que nos for possível. Não posso dizer que é a nossa melhor forma porque o tempo é curto e todas as contrariedades que temos encontrado tornam o período de preparação ainda mais curto, mas estaremos na competição para dar o nosso melhor e tentar chegar o mais longe possível”.

Para a Supertaça nem todas as equipas vão partir em pé de igualdade. As dificuldades em treinar e em trazer as atletas do estrangeiro fazem a diferença…

“Sei que pelo Porto Volei, estará a treinar já com a equipa toda. O Clube K está como nós com algumas dificuldades em ter a equipa toda para treinar. Digamos que para a primeira fase da Supertaça uma equipa está um pouco mais à frente, mas é o que é e vamos todos tentar dar o nosso melhor na primeira competição da época”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS