CICLISMO

Daniel Dias de ‘prata’ dois anos consecutivos

Daniel Dias, ao serviço da Sicasal – CM Torres Vedras, conquistou o segundo lugar no Campeonato Nacional de Contrarrelógio em Sub-23 nos Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada, que se realizaram em Paredes no fim de semana.

O lugar já não é novo para o ciclista de Gaia; há precisamente um ano e então com as cores da equipa barcelense da Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact, Daniel Dias conquistou a medalha de prata no Campeonato Nacional de Juniores, ficando atrás de Fábio Fernandes (EFAPEL).

No dia em que comemora um ano sobre a primeira medalha de prata, Daniel Dias recorda que: “a história do segundo lugar do ano passado, no meu segundo ano de Júnior, é bem diferente deste ano… Cheguei ao ‘Nacional’ numa altura em que estava cheio de competições. Não tivemos paragens, eram umas provas atrás das outras e acabei por não trabalhar o Contrarrelógio como queria. Acabei por fazer segundo num ‘crono’ bastante atípico, que não me favorecia muito!”.

Sábado, agora no primeiro ano de Sub-23, Daniel Dias repetiu o segundo lugar… “Foi um dia difícil, em que acabei por fazer novamente segundo lugar… pelo segundo ano consecutivo”, disse Daniel Dias, que acrescentou: “trabalhei bastante para trazer a camisola para casa, mas acabei por entrar um pouco forte demais e na parte final paguei um pouco a fatura disso”.

O ex-ciclista da Seissa refere que “tudo isto faz parte da evolução e é uma lição para o futuro”.

Daniel Dias garante que “como é lógico queria muito vencer e trabalhei durante bastante tempo focado na disciplina do contrarrelógio, mas quando temos um adversário mais forte apenas temos de lhe dar os parabéns!”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS