BASQUETEBOL

Vitória SC assume projeto ambicioso na formação do Basquetebol

Ter atletas formados no clube nos trabalhos das Seleções Nacionais e assumir o domínio do Basquetebol a nível do distrito são as grandes metas da Formação do Vitória SC para os próximos anos, garantiu Paulo Cunha, diretor da secção do Basquetebol.

Paulo Cunha refere que “conseguir ter jogadores formados no Vitória SC nas Seleções Nacionais da formação é muito importante, mais importante até do que conquistar títulos distritais” e adiantou: “queremos ver jogadores da nossa formação serem chamados com regularidade aos trabalhos das seleções nacionais. A última presença que tivemos nas Seleções dos escalões de formação foi a Bárbara Miranda e já nos Sub-20. Mas é importante que isso aconteça e que aconteça com regularidade e em todos os escalões”.

“TEMOS DE MOSTRAR SUPERIORIDADE EM TODOS OS ESCALÕES DE FORMAÇÃO”

O Vitória SC pretende ainda assumir o domínio do Basquetebol no distrito: “o Vitória SC tem um projeto que passa por formar jogadores para um dia mais tarde reforçar as equipas seniores. Por isso, têm de jogar sempre ao mais alto nível. Temos de mostrar superioridade em todos os escalões de formação, dos Sub-14 para cima. Queremos ser os dominadores no nosso distrito e, para isso, é preciso ganhar títulos e garantir a presença nos Campeonatos Nacionais, onde vamos encontrar equipas com outro nível para que os nossos atletas possam evoluir cada vez mais e melhor”.

Paulo Cunha lembrou que “a nível de Seniores o Vitória SC já tem o seu valor reconhecido, pois tem as duas equipas no escalão mais alto do Basquetebol nacional, as Ligas Profissionais”, mas quer mais “queremos ver o nosso trabalho na formação reconhecido, queremos ter atletas da formação nos trabalhos das seleções e que isso aconteça com regularidade e queremos mostrar a nossa superioridade em todos os escalões de formação no nosso distrito e estar presentes nos Campeonatos Nacionais. Temos de assumir um papel mais importante na formação”.

TRÊS TREINADORES COM O NÍVEL 3

O Vitória SC conta este ano com mais três treinadores com o Nível 3: são eles Eduardo Forte Ribeiro, que na época finda orientou a equipa Sénior feminina, Miguel Matos, adjunto dos Seniores Masculinos e que levou os Sub-18 ao título distrital da ABB, e ainda Catarina Costa, treinadora que já está no clube há uns anos.

Para Paulo Cunha esta é uma questão importante “para termos uma boa formação, temos de ter treinadores com valor e habilitados. Os treinadores têm uma grande influência no desenvolvimento dos jogadores para que eles possam dar o salto para os Seniores. O Vitória SC tem agora mais três técnicos a fazer o Nível 3 e isso é importante”, até porque “nós queremos ter cada vez mais atletas da formação nas nossas equipas Seniores. No feminino isso já se vai notando, mas também queremos ter no masculino”.

TAM LING ASSUME EQUIPA DE SUB-18 E SUB-23

Tam Ling continua a coordenar toda a formação do basquetebol do Vitória SC e este ano assume as equipas técnicas dos Sub-23 e Sub-18 masculinos.

Tam Ling esteve à frente da equipa feminina da Sub-19 nas últimas duas temporadas, tendo levado os grupos às fases finais dos Campeonatos Distritais da Associação de Basquetebol de Braga. Para a nova temporada, o técnico assume os dois escalões mais altos da formação masculina de forma a fazer a ligação entre os dois escalões e os Seniores.

Já Miguel Matos, que na época finda orientou os Sub-18 masculinos e conquistou o título distrital pelo segundo ano consecutivo, assume um novo desafio e vai orientar os Sub-14, para além de se manter como adjunto de Carlos Fechas na equipa Sénior masculina.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS