NATAÇÃO

José Paulo Lopes no estágio da Seleção, Tamila Holub ausente

José Paulo Lopes e Luís Cameira, do SC Braga, integram este sábado o estágio de preparação da Seleção Nacional Absoluta, que se realiza em Loulé até ao dia 13 de agosto e antecipa o Open de Loulé, competição de seleções que leva ao Algarve, entre os dias 14 e 16, alguns dos melhores nadadores do mundo.

Tamila Holub é a grande ausente do estágio da seleção e do Open de Loulé. A nadadora, que já garantiu os mínimos para os Jogos Olímpicos de Tóquio, adoeceu e já está há três semanas sem treinar. Luís Cameira, coordenador técnico do SC Braga, explicou que  “a Tamila adoeceu e já está sem treinar há três semanas. Segundo o médico ainda terá que estar em recuperação, pelo menos, por mais uma semana. Aliás só poderá voltar aos treinos depois de nova avaliação. Ficou logo de fora do Open. Ainda tentamos que integrasse o estágio quando recuperasse, mas a verdade é que não vai estar em condições de participar porque está muito debilitada”.

José Paulo Lopes é assim o único nadador bracarense presente no estágio, que, apesar de se realizar numa altura pouco vulgar – pois nesta altura os nadadores e treinadores já estariam a fazer as últimas provas para ir de férias -, será bastante positivo para a evolução dos atletas, que não têm competição desde março.

RAFAEL SIMÕES PRESENTE NO OPEN DE LOULÉ

Rafael Simões junta-se a José Paulo Lopes para o Open de Loulé, onde vão estar alguns dos melhores nadadores do mundo.

No Open participam as Seleções de Portugal, Espanha e Brasil, contando com um máximo de 80 nadadores.

A Espanha apresenta-se com a sua equipa Absoluta, ou seja, com os seus melhores nadadores integrados no Projeto Olímpico, enquanto o Brasil conta com alguns dos melhores nadadores do mundo.

Portugal, que tinha convocado 24 atletas, entre eles a fafense Diana Durães (Benfica) e João Nogueira Costa (Vitória SC) ficou com algumas vagas para preencher. O SC Braga candidatou Rafael Simões, que foi aceite e vai assim integrar a seleção nacional no dia 12 para participar no Open de Loulé.

“É UMA PROVA AO MAIS ALTO NÍVEL”

“Vai ser muito positivo para os dois atletas. É uma prova ao mais alto nível porque a Seleção de Espanha traz todos os seus melhores nadadores, todos os que integram o Projeto Olímpico, e a a Seleção do Brasil conta com alguns dos melhores nadadores do mundo. Portanto, vai ser uma competição de alto nível” referiu Luís Cameira.

Interrogado sobre se esta integração do Rafael Simões pode significar uma certa aposta no atleta para lutar pelos mínimos para os Jogos Olímpicos, Luís Cameira explicou que  “o Rafael Simões tem muitas capacidades e valor. Durante este período de pandemia, porque  ficou mais disponível para o treino, teve uma evolução fantástica e acredito que vai fazer provas muito boas no Algarve”, mas  “o Rafael tem uma carreira académica de que não abdica. Ele está no terceiro ano de medicina e essa é a prioridade dele. Para lutar por resultados que lhe permitissem aspirar aos Jogos Olímpicos teria de abdicar da carreira académica, mas essa não é aposta dele”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS