Sem categoria

Riba d’Ave retomou os treinos no pavilhão

A secção de Patinagem Artística do Riba d’Ave já retomou os treinos no pavilhão. O regresso ficou marcado pela forte adesão e pelo entusiasmo das atletas, que já se encontram a preparar as provas da Associação de Patinagem do Minho, que arrancam em meados de setembro.

Pedro Barbosa, delegado da Patinagem Artística do Riba d’Ave, começou por afirmar que  “os treinos estão a correr bem” e adiantou que  “dividimos a equipa por grupos pequenos, o máximo de oito atletas cada grupo. Os treinos têm a duração de uma hora. Já começava a ser necessário regressar aos treinos, foi muito tempo de paragem e os atletas estavam a precisar e também porque já temos provas da APM já a partir de meados de setembro”.

 

RIBA D’AVE COM ATLETAS APTAS PARA IR AOS TESTES

 

Pedro Barbosa confirmou que  “pretendemos marcar presença nas provas associativas. As treinadoras consideram que temos um grupo de atletas aptas para participar nas provas e, por isso, já estamos a fazer os trabalhos de recuperação das atletas e a prepara-las para os testes que aí vêm”.

Os treinos do Riba d’Ave decorrem no  Pavilhão do Externato Delfim Ferreira sob todas as medidas de segurança e higiene…

“Seguimos todas as regras impostas pelas autoridades sanitarias. Os pais deixam as meninas à porta do pavilhão, elas desinfetam as mãos  à entrada, entram de máscara –  as máscaras que o clube produziu com o logotipo do Riba d’Ave – e só a retiram quando vão patinar porque é impensável treinar com a máscara, mas para falar com a treinadora ou mudar o calçado têm que usar. Elas sentam-se em bancos corridos, cada uma numa ponta, ou seja, estão  distânciadas dois metros. Temos o sistema de treino de hora a hora e as meninas não se cruzam. Nos 10 minutos entre a saída de um grupo e a entrada de outro, as treinadoras fazem a desinfeção do espaço” referiu Pedro Barbosa, que adiantou que  “é um processo que dá muito mais trabalho, mas tem que ser para que tudo corra bem e para que os treinos possam continuar”.

 

GRANDE ADESÃO

 

Segundo aquele responsável a adesão foi muito grande e o regresso ficou marcado pela entusiasmo e a alegria das atletas…

“O regresso aos treinos foi pacífico. A grande maioria dos atletas já está a treinar. Obviamente que alguns pais se mostraram ainda receosos e avisaram que as suas filhas só regressam em setembro, mas até é um grupo muito pequeno”, disse Pedro Barbosa, adiantando que  “os treinos estão a correr muito bem, sempre marcados pela alegria e entusiasmo das atletas. Elas estavam confinadas há muito tempo e já tinham saudades de patinar, de fazer aquilo que gostam. Tanto que cumprem rigorosamente com todas as regras de segurança”.

Com a redução do número de atletas por treino, o Riba d’Ave viu-se obrigado a alargar o número de horas de trabalho, treinando das 17.30 às 21.30 horas às segundas, terças e sextas-feiras.

De referir que o Riba d’Ave conta com duas treinadoras de nível 1, Eduarda Castro e Gabriela Cunha, que trabalham com cerca de meia centena de atletas de todos os escalões.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS