BASQUETEBOL

Tânia Gomes renova pelo BC Barcelos

Tânia Gomes vai continuar ao serviço do BC Barcelos, equipa que em setembro participa na Poule de Subida ao Campeonato Nacional da I Divisão de Basquetebol feminino.

A atleta, que está há mais de 12 anos no clube, não vai, no entanto, participar no arranque da época, já que se encontra a recuperar ainda de uma lesão no joelho e só em outubro poderá integrar os treinos de campo.

A RECUPERAR DE UMA RUTURA

“Como treinadora já estou apta para regessar aos trabalhos, como jogadora ainda não é possivel. Só lá para outubro é que volto ao campo”, começou por referir a jogadora do BC Barcelos, que confessa que custa um bocadinho ver as colegas a treinar e não poder participar. “Custa muito ver a equipa a treinar e eu não poder, mas eu acompanho sempre. Vou a todos os treinos e os exercícios que posso fazer já entro com elas”.

Tânia Gomes não se deixa abater e salienta que “saber que vou voltar a jogar já é uma motivação. Fico triste de não puder ajudar neste jogos que podem decidir a nossa época, mas como já tenho um historial de lesões, e com a idade, tenho de recuperar a 100 por cento”.

“REPRESENTO O BC BARCELOS COM MUITO ORGULHO”

Tânia Gomes está no Basquetebol há 12 anos, sempre no BC Barcelos: “entrei para o Basquetebol e para o BC Barcelos em Sub-14. Desde então joguei sempre no clube. Só parei um ano porque não havia Seniores e também tive uma lesão grave”, referiu Tânia Gomes, que lembra que “já tive propostas para ingressar noutros clubes, mas nunca saí de Barcelos, é a minha casa”.

Tânia Gomes vai mais longe e refere que “represento o BC Barcelos com muito orgulho. Ao fim de semana passo mais tempo no pavilhão do que em casa, sinto-me bem lá, sou muito bem acolhida por todos, atletas, direção, treinadores…”.

AUSENTE DA POULE DE SUBIDA: “VAI CUSTAR”

Por isso, não poder estar presente na Poule de Subida, que vai determinar o futuro próximo do clube, vai custar a Tânia Gomes… “Vai custar claro, custa sempre estar do outro lado, ainda mais estes que são jogos e fases muito mais importantes, vai custa ainda mais um bocadinho”, confessa a atleta, que acrescentou “mas acredito em todas as minhas colegas de equipas. Independentemente do que acontecer sei que vão dar tudo para conseguimos atingir o nosso objectivo”.

MUITOS MOMENTOS ALTOS

Com 12 anos de carreira no Basquetebol, Tânia Gomes confessa que tem muitos momentos altos, que recorda com carinho, e também alguns momentos menos felizes…

“É difícil escolher o melhor momento no basquetebol. Foram alguns. Por exemplo ir à seleção da ABB, lembro-me de um Torneio em Sub-16 no Académico que ganhamos e que foi muito bom… uma abertura para as Seniores”, disse a atleta do BC Barcelos, que acrescentou: “o pior que vivi no Basquetebol foram todas as lesões que já tive e que, infelizmente, não são poucas. Também o facto de termos perdido o Campeonato Distrital em Sub-19 de último ano”.

E quanto ao futuro, Tânia Gomes tem um grande desejo… “a minha ambição imediata é subir de divisão”.

TÂNIA GOMES ASSUME EQUIPA DE SUB-16 FEMININOS

Para além de jogar, desde sempre, no BC Barcelos, Tânia Gomes é também treinadora da formação. Pelas suas mãos já passaram algumas das atletas que agora vão jogar nas Seniores. A atleta é vista como um ídolo e um exemplo no seio do clube e sente essa admiração e carinho das suas ‘meninas’.

“Por sentir essa admiração, a responsabilidade aumenta. Se fazemos alguma coisa errada nos jogos elas já nos dizem” disse a atleta barcelense, que adiantou que “o que eu tento transmitir e quero que elas ganhem é o gosto pela modalidade e pelo clube”.

De resto “é sempre bom ver as miúdas a evoluir. Se continuar irei jogar com miúdas que foram minhas atletas com 13/14 anos e agora já são umas mulheres”.

Tânia Gomes confessa que gosta de treinar: “gosto muito de treinar. Às vezes, no fim de um dia de trabalho, não há vontade de dar treino, mas depois de começar já passa tudo. É o espírito da minha equipa, que também ajuda, os momentos antes e depois dos treinos dá para esquecer um dia mau”.

Tânia Gomes, que esteve à frente na última temporada na equipa de Sub-14, assume para a nova época as Sub-16, com uma equipa, praticamente, nova.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS