CANOAGEM

Rafaela Costa dá pódio ao Viana GC

Rafaela Costa, do Viana Garças Clube, esteve em destaque no Campeonato Nacional de Esperanças, que se realizou no sábado, no CAR de Montemor-o-Velho, ao conquistar o terceiro lugar na prova de C1 Infantil feminina. A atleta vianense arrecadou ainda a medalha de prata na categoria C1 Infantil B.

O Viana GC apresentou-se em Montemor-o-Velho com uma comitiva de seis atletas, devido às limitações de inscrições impostas pela pandemia, e para além das duas medalhas, terminou na 15.ª posição na classificação por equipas num universo de 40 clubes.

Rodolfo Coelho, presidente do clube, faz um balanço positivo da participação do Viana GC, referindo que “a satisfação do Viana Garças Clube em ver os jovens ativos, é compensação bastante de um pequeno clube que quer crescer”, lembrando que “fomos a Montemor-o-Velho, ao Nacional de Esperanças, com seis atletas, após realizarmos alguns cortes, devido às limitações de inscrições impostas pela pandemia. Levávamos a esperança de dois atletas medalhados, mas competir é saber aceitar o valor dos adversários”.

“A Rafaela Costa conquistou a medalha de bronze (terceiro lugar geral) em C1 Infantil (canoa individual) conquistando ainda a medalha de prata na categoria C1 Infantil B. O Tiago Maciel falhou o pódio em K1 Infantil por dois lugares numa prova extremamente competitiva”, disse ainda aquele responsável.

“A Marta Alves (32.º) em K1 Infantil Feminino, o Guilherme Ponto (53.º) e o Emanuel Peixoto (56.º) em Iniciados Masculinos e André Caldas (52.º) em K1 Cadete Masculino, lutaram nas suas provas, concluindo-as com dignidade. No conjunto de toda as provas o Viana Garças foi 15.º clube na classificação geral, dos 40 clubes que participaram na prova e mantem-se medalhado em todas as provas em que participa em 2020”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS