CANOAGEM

CN Fão presente no Campeonato Nacional de Esperanças

O Clube Náutico de Fão apresenta-se em Montemor-o-Velho para participar no Campeonato Nacional de Esperanças, com uma equipa de nove atletas – dois Menores masculinos, cinco Iniciados masculinos, um Infantil e um Cadete – e o objetivo de dar experiência competitiva atletas.

Miguel Pedras, Diretor Desportivo do Clube Náutico de Fão, começou por referir que “uma vez que existe um número limitado de participantes, optamos por inscrever apenas os atletas esperanças com um ou mais anos de experiência na modalidade, ainda que nunca tenham competido, para libertar lugares para todos os clubes poderem participar”. De resto “no dia 18 de julho haverá outra competição (Taça Nacional) para os atletas que não participarem neste campeonato e aí levaremos os restantes atletas, para também experienciarem um ambiente de competição e testarem os seus limites”.

A equipa de menores é composta pelo Daniel Oliveira, Menor de segundo ano, que terminou a prova 2019 em quarta posição. Também pelo Guilherme Páscoa, Menor de primeiro ano a realizar a primeira experiência numa prova oficial.

A equipa de K1 Iniciado é composta pelo Miguel Abreu, Rodrigo Soares, Pedro Eiras, Manuel Quintela e Fernando Ferreira. “Estes atletas são jovens na modalidade, atletas em formação oficiais, que treinam diariamente e que se vão conhecer a si mesmos durante a competição”.

CARLOS MAGALHÃES: “SÃO OS ATLETAS QUE TÊM MELHOR ATITUDE E VONTADE DE VENCER NO TREINO”

Carlos Magalhães, treinador do CN Fão, salientou, por sua vez, que “selecionei esta equipa para participar porque são os atletas que têm uma melhor atitude e vontade de vencer no treino, para os recompensar dessa dedicação. São escalões de formação, é muito cedo para exigir e pressionar para resultados. Queremos que se divirtam, que gostem deste desporto, que o pratiquem com prazer e, se assim for, com o passar do tempo os resultados vão aparecer”.

Diogo Páscoa, Cadete de primeiro ano, parte para este prova “para disfrutar de mais uma competição, para me conhecer melhor e testar os meus limites e a minha nova embarcação. Sinto-me bem e estou curioso para ver que resultados consigo nesta prova.”

ANTÓNIO PÁSCOA: “ESTES ATLETAS ESTÃO A NASCER PARA A MODALIDADE INTEGRADOS NO ECOSSISTEMA DE SUCEDDO DO CN FÃO”

António Páscoa, Diretor do Clube, refere que este grupo de atletas, assim como os atletas que vão no próximo dia 18 de julho participar na Taça Nacional de Esperanças, “estão a nascer para a modalidade integrados no ecossistema de sucesso do Clube Náutico de Fão, usufruindo do ensino da canoagem, de treinos de competição, de ginásio, de natação, de transporte escolar, e de apoio ao estudo”.

Para tal, “contamos com uma equipa de quatro técnicos de desporto e de três professores. A partir de meio deste mês inauguramos também a cafetaria com vistas privilegiadas sobre o rio Cávado, onde os atletas, familiares e comunidade podem conviver saudavelmente com os parceiros da modalidade. O fim último é assegurar que os nossos atletas tenham sucesso na vida e no desporto, crescendo pelos bons caminhos e com bons valores”, disse António Páscoa, que concluiu: “o nosso objetivo primordial é fazer crianças e jovens saudáveis e felizes, com os bons valores da competição”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS