CICLISMO

Tiago Machado (EFAPEL) no Top10 da Prova de Reabertura

Tiago Machado (EFAPEL) foi o ciclista minhoto melhor classificado da Prova de Reabertura, um contrarrelógio individual de 22 quilómetros, pontuável para a Taça de Portugal Jogos Santa Casa, disputado em Sangalhos, concelho de Anadia. Rui Costa (UAE Team Emirates) foi o grande vencedor e assumiu o comando da geral da Taça. Daniel Dias (Sicasal/CM Torres Vedras) foi o melhor sub-23 e lidera a Taça de Portugal na categoria mais jovem.

O famalicense Tiago Machado concluiu os 22 quilómetros de percurso na sexta posição, a 52s do vencedor. José Mendes (W52- FC Porto) fez o 19.º lugar, a 1.38m de Rui Costa. Daniel Dias, que terminou a sua formação na Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact, brilhou em Sangalhos ao terminar na 22.ª posição, sendo o melhor Sub-23, apesar de estar ainda no seu primeiro ano da categoria.

O barcelense João Matias (Aviludo-Louletano) foi 32.º e Iúri Leitão, vianense que alinha no GD Supermercados Froiz, terminou em 38.º. João Salgado, ciclista de Guimarães que alinha no JV Perfis – Gondomar Cultural fez o 55.º tempo. O barcelense Pedro Silva (Rádio Popular – Boavista) terminou em 58.º e José Dias (Fortunna – Maia) foi 89.º. O famalicense César Costa (Santa Maria da Feira/Segmento) terminou em 91.º .

Na Classificação da Taça de Portugal de Sub-23, Daniel Dias assume o comando, enquanto Iúri Leitão é oitavo, João Salgado 19.º e Pedro Silva fecha o top20.

No final da prova, Daniel Dias referiu que “foi um dia muito bom. Venci em Sub-23, o que para a nossa equipa é muito importante. Somos uma equipa de clube, mas ambiciosa. E a Taça de Portugal de Sub-23 é um objetivo para nós”.

Fotos: © João Fonseca photographer

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS