BASQUETEBOLENTREVISTAS

Gonçalo Gorito, o famalicense que brilhou I Divisão

Gonçalo Gorito foi uma das pedras basilares da época 2019/20 do Famalicense AC, clube que milita no Campeonato Nacional da I Divisão Masculina de Basquetebol. O base de 23 anos mereceu, aliás, destaque do EuroBasket, sendo considerado dos melhores jogadores do campeonato.

Gonçalo Gorito, que a par do Basquetebol não descurou os estudos e tirou o mestrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais na FEUP, já renovou contrato com o Famalicense e vai assim para a sai terceira época ao serviço do clube de Famalicão.

O atleta, que antes de chegar ao Famalicense passou por pelo GDB Leça, Dragon Force e Académico FC, mostrou-se satisfeito com a renovação.

“FOI COM GRANDE SATISFAÇÃO QUE RENOVEI POR MAIS UMA ÉPOCA”

“Foi com grande satisfação que renovei por mais uma época com o Famalicense Atlético Clube, que encaro de uma forma positiva e motivada. Esta será a minha terceira época ao serviço do FAC e acredito no projeto do clube. Estou muito entusiasmado para voltar à competição”.

A época 2019/20 do Famalicense teve duas partes distintas, mas no final, Gonçalo Gorito garante que o balanço é positivo…

“Realmente tivemos duas fases bem distintas durante a época. Todos tivemos a noção disso” disse Gonçalo Gorito, que adiantou que “não começámos bem, com algumas derrotas sofridas nos momentos finais e decisivos dos jogos, ao que se juntaram algumas lesões e outras adversidades. O mais importante foi que conseguimos assumir os erros, dar a volta por cima e fazer uma segunda volta muito positiva. Sentia-se perfeitamente que a motivação, a vontade de trabalhar e principalmente a união de todos os membros da equipa era diferente o que só veio mostrar a nossa capacidade de superação e talento, que se traduziu em vitórias”.

“O QUE ME CARACTERIZA É A INTENSIDADE…SOU MUITO COMPETITIVO”

Também em termos pessoais o ano foi positivo: “sinceramente, não gosto muito de falar a nível individual, talvez porque muito do meu trabalho se traduza em resultados coletivos. Não sou um marcador de pontos pelo que a nível estatístico tendo a passar um pouco ao lado. O que me caracteriza é a intensidade quer ofensiva quer defensiva, sou muito competitivo e dou sempre 110% em tudo o que faço. De forma geral, penso ter realizado uma época positiva em que a nível individual destaquei-me nos roubos de bola (1.º do campeonato com média 3,2 por jogo) e nas assistências (4.º do campeonato com média de 3,6 por jogo)”.

SURPREENDIDO E FELIZ POR FAZER PARTE DAS MENÇÕES HONROSAS

Gonçalo Gorito recebeu menções honrosas por parte do EuroBastek relativamente ao Campeonato na I Divisão e confessa que “fiquei surpreendido por fazer parte das menções honrosas, mas muito feliz por tal ter acontecido. É sempre gratificante ver o nosso trabalho reconhecido e estou muito motivado para regressar à competição. Apesar de ser uma menção pessoal, muito do mérito de pertencer a esta lista é da minha equipa porque, tal como referi anteriormente, muito do meu trabalho traduz-se em resultados coletivos. As assistências só contabilizam se tiver alguém para finalizar e por isso esta distinção só foi possível graças aos meus colegas de equipa”.

Gonçalo Gorito está no Basquetebol há 15 anos e continua a dedicar-se de corpo e alma à modalidade que abraçou, mas nunca descorou os estudos. Hoje já trabalha e consegue conciliar trabalho e Basquetebol.

SUCESSO NO BASQUETEBOL E NOS ESTUDOS

“O basquetebol sempre teve um papel muito importante na minha vida e sempre consegui conciliar a prática desportiva com os estudos, finalizando o ano passado o mestrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais na FEUP. Atualmente, e pelo facto de conseguir conciliar a minha vida profissional com a desportiva, dou o mesmo grau de importância e dedicação ao basquetebol. Não sei o que o futuro me trará, mas tenho muita vontade de competir, melhorar e dedicar grande parte do meu tempo a este desporto que tantas alegrias me dá”, referiu o jogador do Famalicense.

BASQUETEBOL EM DETRIMENTO DO FUTEBOL

Interrogado sobre como foi parar ao Basquetebol, Gonçalo lembra que “sempre fui um miúdo muito irrequieto e com muita energia pelo que os meus pais quase que se viram obrigados a introduzir-me num desporto (risos). O primeiro desporto que experimentei foi o futebol e, mais tarde, a minha tia que era professora de Educação Física sugeriu que eu experimentasse o Basquetebol. E assim foi, num ano em que praticava simultaneamente basquetebol e futebol, tive de optar por apenas continuar num deles. Apesar de ter apenas sete, oito anos não hesitei em decidir que o Basquetebol faria parte da minha vida a partir daquele momento. Atualmente, posso afirmar que faço aquilo que mais gosto de forma federada e competitiva há 15 anos”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS