CICLISMO

Marta Branco às portas do pódio em Melgaço

Marta Branco, ciclista de Guimarães que representa o Maiatos, esteve em grande plano no Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada (Elites, Sub-23 e Femininos), que se realizou há um ano em Melgaço. Depois de uma corrida com alguns percalços, a ciclista de Guimarães encetou a recuperação e ficou a escassos 10 segundos do pódio.

A atleta, que já este ano se sagrou Campeã Nacional de Ciclocrosse de Sub-23, teve um ano de 2019 em grande e conseguiu estar na luta pelo pódio tanto no Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada, que decorreu em Melgaço há um ano, como no Campeonato Nacional de BTT XCO, que se disputou em Souto Santa Maria, em Guimarães, durante o mês de julho.

Em Melgaço, Marta Branco esteve na luta pelo pódio na prova de Fundo do Campeonato Nacional de Elites Femininos, tendo percorrido os 88,6 quilómetros em 2.h45m20s, terminado na quarta posição.

“FIQUEI UM POUCO TRISTE…LOGO NO CIRCUITO QUE MAIS GOZO ME DEU CORRER”

Sobre a corrida de há um ano, em Melgaço, a ciclista de Guimarães começou por referir que “foi uma corrida complicada para mim, no primeiro ataque uma distração deixou-me num grupeto no qual fui durante maior parte da corrida, a faltar duas voltas para o final consegui uma vantagens para a minha colega de perseguição e a partir daí foi tentar recuperar um pouco do tempo perdido Ainda cheguei às duas meninas que seguiam em terceiro e quarto lugar, tentei passar imediatamente, mas já tinha um desgaste muito grande então foi tudo decidido na meta”.

Marta Branco garante que “fiquei um pouco triste por não ter conseguindo mais, logo no circuito que mais gozo me deu correr”.

A ciclista de Guimarães divide as suas atenções entre a Estrada e o BTT e garante que “em ambas dou o meu melhor e os resultados aparecem, são vertentes completamente diferentes e os treinos são diferentes para as duas”.

PRÓXIMOS CAMPEONATOS NACIONAIS: “VOU DAR O MEU MELHOR E SUPERAR-ME”

Os Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada estão marcados, este ano, para o mês de agosto e Marta Branco garante que vai tentar dar o seu melhor.

“Vou dar o meu melhor e superar-me. Sei que não vai ser uma corrida fácil, mas tenho esperança de conquistar um bom resultado”, referiu a ciclista vimaranense, que adiantou que “tenho a conquista do título nacional na minha perspetiva, mas tenho eu e todas as ciclistas que vão participar na prova. Vai ser uma corrida dura com certeza”.

Quanto à preparação, Marta Branco considera que “está a correr bem, sinto-me bastante bem em cima da bicicleta e agora é esperar pelas competições”.

ANSIEDADE E TRISTEZA

A ciclista vimaranense diz-se ansiosa pelo regresso das competições e triste com tudo o que se está a passar. “Tenho uma grande ansiedade por correr e sinto uma grande tristeza de não ver a situação passar. Sem dúvida que são tempos complicados, só espero que isto passe e volte tudo ao normal, mas para isso precisamos do esforço de todos”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS