HÓQUEI EM PATINS

Formação da Juventude de Viana de regresso aos treinos

A Juventude de Viana inicia esta quinta-feira uma nova fase da preparação da sua Formação de Hóquei em Patins. O conjunto vianense regressou aos treinos ao ar livre no passado sábado, de forma individual, e esta quinta-feira pretende dar início aos treinos com grupos pequenos.

“Lentamente vamos começar a agrupar os meninos, não tendo grandes aglomerações para não haver problemas nem correr riscos, mas dando-lhes um incentivo para se manterem focados na modalidade”, disse Gustavo Lima, responsável pela Formação da Juventude de Viana.

Aquele responsável lembrou que “começamos a trabalhar no sábado, no ringue ao ar livre e seguindo todas as recomendações da DGS”, e explicou que “quando foi dada a autorização pela DGS para se usar os pavilhões, tentamos saber se podíamos regressar aos treinos, mas os pavilhões poderão ser abertos apenas para os Seniores. A partir daí começamos a pensar em soluções para voltarmos aos treinos”.

TREINOS AO AR LIVRE E INDIVIDUAIS

Os treinos arrancaram no sábado: “foram treinos ao ar livre, treinos individuais. Dividimos o ringue em seis pistas, estando um menino por pista com o monitor. Tivemos 30 miúdos divididos por cinco turnos e estivemos cerca de uma hora com cada menino. Foi um sábado muito positivo para todos”.

Gustavo Lima foi mais longe e referiu que “a reação dos meninos foi superpositiva, eles estavam muito contentes. Eles já não patinavam há algum tempo e calçar os patins, fazer as manobras e tocar na bola foi muito bom e eles ficaram muito felizes”.

Para o responsável pela Formação da Juventude de Viana, o encontro de sábado “foi um treino muito ligeiro, sem grande exigência, fizemos uns exercícios mais lúdicos. Nos Sub-13, porque estão mais evoluídos, já fizemos exercícios com bola” e salientou que “o importante era regressar ao convívio e aos treinos, trazê-los de volta ao clube, ao hóquei em patins, a sentirem a modalidade”.

“SENTI QUE OS PAIS CONFIAM EM NÓS”

No treino de sábado nem todos os meninos da Formação da Juventude de Viana compareceram “naturalmente que os pais ainda têm algum receio e, por isso, alguns meninos não compareceram no primeiro treino. Outros não vieram por outras razões. Mas senti que a maior parte dos pais confiam em nós e confiam que nós vamos cumprir com as normas da DGS. Todos souberam de antemão como íamos fazer os treinos, que não haveria contacto, nem aglomerados. Tal como os meninos, os pais ficaram felizes por verem os seus filhos a patinarem e a fazerem o que gostam. Todos eles ajudaram no que puderam”.

Interrogado sobre se notou algum retrocesso na evolução dos meninos, Gustavo Lima referiu que “nesta fase ainda é muito difícil de avaliar porque estamos fora do nosso ambiente. O piso é muito irregular, a técnica de patinagem não é igual e os meninos têm medo de cair. Por isso, não dá para avaliar a capacidade em jogo. Temos é que ir trabalhando e com tempo vamos conseguir chegar aos padrões que tinham em março”.

A Juventude de Viana, que este ano conta com os escalões mais baixos da formação: “temos a Iniciação, os Sub-9, Sub-11 e este ano contamos com os Sub-13”, pretende avançar já esta quinta-feira com uma nova etapa da preparação…

NOVA FASE DE TREINOS ARRANCA ESTA QUINTA-FEIRA

“Começamos a treinar no sábado, com treinos individuais. Esta semana vamos aumentar o número de treinos para dois. Vamos treinar às quintas-feiras e aos sábados, já com o sistema de quatro meninos por grupo, dividindo a pista em três e separando os mais evoluídos, que já podem fazer exercícios mais elaborados, e os menos evoluídos”, referiu aquele responsável.

Gustavo Lima considera que era importante regressar “estar seis meses parado é muito tempo e podia causar desmotivação e levar a alguns abandonos. Os miúdos sentiam falta de regressar aos treinos e de calçar os patins. Penso que regressamos na hora certa e da forma certa. No sábado passamos praticamente uma hora com cada menino e assim sendo eles acabam por recuperar muito do que se pode ter perdido desde março”.

EQUIPA NA I DIVISÃO SERVE DE INCENTIVO E CATIVA ATLETAS PARA O CLUBE

Questionado sobre se é fácil angariar meninos para o hóquei em patins, Gustavo Lima referiu que “não é difícil para a Juventude de Viana porque temos a equipa na I Divisão e isso acaba por servir de incentivo. Os meninos e os pais conseguem ver aqui as melhores equipas do país e a nível europeu”, mas lembrou que “para a modalidade em si começa a ser cada vez mais complicado para o hóquei em patins devido à logística que envolve, depois o material é caro e não é fácil de arranjar. Nós em Viana do Castelo tentamos dar a volta a isso, temos condições que podemos aproveitar, um clube que nos dá visibilidade e depois temos protocolos com Jardins de Infância e Escolas”.

TREINADORES OU SÃO OU JÁ FORAM ATLETAS DO CLUBE

A Juventude de Viana apresentou recentemente a sua equipa técnica da formação, destacando-se o facto de todos os treinadores ou serem atletas ou ex-atletas do clube…

“Os treinadores ou são ou já foram atletas do clube e é muito interessante ver a reação dos pequenos quando ao sábado vão aos jogos e vêm o treinador a jogar, seguem-nos como exemplo e ficam mais interessados”.

De referir que esta temporada a Formação da Juventude de Viana tem como treinadores Bruno Vieira, Rodrigo Sousa, Gustavo Lima, Jorge Correia e José Vieira são os responsáveis por orientar os escalões da Juventude de Viana.

Fotos: Juv. Viana

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS