CICLISMO

Minhotos com número recorde a candidatos a delegados à FP Ciclismo

A Associação de Ciclismo do Minho apresenta-se com um recorde de 33 candidatos para as eleições dos delegados à Assembleia-Geral da Federação Portuguesa de Ciclismo, em representação das diversas estruturas e agentes desportivos.

A eleição dos delegados da Federação Portuguesa de Ciclismo está agendada para um de agosto e é através da nova composição da Assembleia-Geral que serão depois eleitos, em novembro, os órgãos federativos para o próximo ciclo olímpico.

A Assembleia-Geral será composta por representantes dos clubes, ciclistas das diversas vertentes, treinadores, comissários e organizadores, tendo o Minho apresentando candidaturas em praticamente todas as categorias.

 

“DEMONSTRAÇÃO DA GRANDE VITALIDADE DO CICLISMO NA REGIÃO DO MINHO”

 

A Direção da Associação de Ciclismo do Minho considera o aumento do número de candidatos “é uma demonstração não apenas da grande vitalidade do ciclismo na região do Minho, mas também da predisposição dos agentes desportivos minhotos, para contribuírem ativamente para o desenvolvimento da modalidade”.

“Qualquer um dos candidatos do Minho dá garantias de, com independência, ser uma mais-valia no seio da futura Assembleia-Geral da Federação Portuguesa de Ciclismo, o órgão máximo da estrutura federada, assim como para defender e promover o progresso da modalidade na região do Minho”.

 

ACM CONFIANTE NO AUMENTO DO NÚMERO DE DELEGADOS

 

A Direção da ACM acredita que “conseguiremos ultrapassar o número de delegados que o Minho elegeu em 2013 (15,78% do total dos delegados representantes de todo o universo da Federação Portuguesa de Ciclismo)”.

Em 2016, o Minho apresentou 28 candidaturas e elegeu 12 delegados aumentando a representação, comparativamente com 2013, de 15,7% para 18,30% do total nacional de delegados.

 

CANDIDATOS DO MINHO A DELEGADOS À ASSEMBLEIA GERAL DA FPC

 

Votação pelos clubes do Minho

Representantes dos clubes: José Luís Ribeiro, Jorge Filipe Gonçalves, Joaquim Mendes, Carlos André Traquino, Paulo Carvalho Soares, Armando Jesus Sousa, António Cardoso, Carlos Caneja Amorim, Francisco Orlando Marinho e Humberto Guimarães

 

Votação de âmbito nacional pelos agentes desportivos

Representantes dos ciclistas profissionais: José Mendes e João Matias

Representantes dos ciclistas de BTT amadores: Paulo Alexandre Abreu (Stromp), Filipe Sousa, Marta Branco, Tierri Mendes e Ana Catarina Leite

Representantes dos ciclistas de estrada e pista amadores: Maria Carolina Costa

Representantes dos ciclistas de outras vertentes: António Orlando Freitas, Luís Miguel Ribeiro, Maria José Miranda e Paulo Teixeira

Representantes dos treinadores de nível 1: Hélder Braga, Xavier Rodrigues e Vítor Vigário

Representantes dos treinadores de nível 2: Alberto Costa, António Matias e António Antunes

Representantes dos comissários internacionais e nacionais: Augusto Oliveira, João Carlos Pereira e Ana Belém Pereira

Representantes dos comissários regionais: Ana Isabel Freitas e Carlos Carreira

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS