CICLISMO

César Fonte: “o importante é o regresso das competições”

César Fonte, ciclista de Viana do Castelo que alinha na EFAPEL, mostrou-se satisfeito com a marcação das competições de ciclismo e diz-se preparado para o arranque das provas, que está marcado já para o dia cinco de julho, com a realização da Prova de Reabertura – Taça de Portugal, um contrarrelógio individual marcado para o CAR Anadia.

“É o calendário possível para um ano atípico, no fundo o importante a realçar, neste momento, é o regresso das competições. Isso é importantíssimo para as equipas profissionais conseguirem sobreviver a esta pandemia”, referiu César Fonte, que acrescentou que “acho que vai haver um calendário interessante, onde às corridas com mais história serão realizadas”.

“MAIS QUE PREPARADO… E UM POUCO ANSIOSO”

César Fonte diz-se preparado para as provas que aí vêm… “mais que preparado e, sinceramente, um pouco ansioso pelo regresso à competição. Foram muitos dias de treino sem um objetivo claro, mas sempre acreditei que se iria realizar a Volta a Portugal e como tal o foco foi esse. Agora é esperar que tudo corra dentro da normalidade neste final de ano”.

“EFAPEL ENTRARÁ RM TODAS AS COMPETIÇÕES PARA GANHAR”

Com uma época atípica, o ciclista vianense confessa que os objetivos passam sempre por fazer o melhor. “Estou apenas focado em me apresentar na minha melhor forma. É um ano diferente onde ninguém sabe ao certo como está e nem como estão os adversários”, disse César Fonte, que salientou que “a nossa equipa, a Efapel, entrará em todas as competições com objetivo de ganhar”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS