Sem categoria

Clube Cávado Patinagem Artística já treina

O Clube Cávado Patinagem Artística regressou esta semana aos treinos no pavilhão, contando com uma grande adesão por parte das atletas e sob a orientação dos treinadores Joana Magalhães, Diogo Ferreira e Emanuel Salvadinho.

Angelina Duarte, presidente do clube barcelense, começou por referir que “o regresso foi um pouco apreensivo, algum receio desta nova realidade, mas estudamos e definimos muito bem o nosso plano de regras e indicações de funcionamento e correu tudo muito bem. As regras de segurança estão garantidas e o trabalho é possível”.

ANGELINA DUARTE: “TIVEMOS UMA ADESÃO MUITO BOA”

“Tivemos uma adesão muito boa, a taxa de presenças foi superior a 95%. Isto para as duas turmas que estiveram presentes ontem”, disse a presidente do CCPA, que lembrou que “com as regras definidas o número de atletas por turma foi reduzido e passamos de cinco para sete turmas”.

Apesar do aumento do número de turmas, o CCPA teve que reduzir o número de horas semanas de treino…

“Em consequência do aumento do número de turmas reduzimos o número de horas semanais de treino. Infelizmente não temos orçamento para aumentar muito mais o número de horas de treinos semanais, pelo menos a curto prazo, dado que foi uma situação que sem contar. Aguardamos a abertura dos pavilhões municipais e nessa altura poderemos repensar… ”, disse Angelina Duarte.

PREPARAR PARTICIPAÇÃO NAS COMPETIÇÕES

O CCPA treina no colégio Didálvi e habitualmente treinava nos Pavilhão Municipal de Campo, Barcelos.

Angelina Duarte salientou ainda que “tem intenção de participar nas provas, entretanto, reagendadas pela AP Minho. Agora vamos, com todos os cuidados, trabalhar o máximo possível e com a determinação reforçada para recuperar o tempo perdido e nos podermos apresentar na melhor forma nas competições”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS