CICLISMO

João Andrade: “o Circuito de Santo António vai voltar com mais força”

“Foi com muita pena que tivemos que cancelar a edição deste ano do Circuito de Santo António, mas para o ano vamos voltar, com certeza, com mais força” disse João Andrade, presidente da Associação das Festas Antoninas de Amares.

O Circuito de Santo António de Amares, prova organizada pela AFAA – Associação das Festas Antoninas de Amares, Câmara Municipal de Amares e Associação de Ciclismo do Minho, deveria realizar-se esta manhã, levando à estrada o melhor do pelotão de Juniores do ciclismo português e centenas de aficionados da modalidade que ao longo dos mais de 80 quilómetros de percurso não se cansam de aplaudir e incentivar os ciclistas.

“FOI UMA DECISÃO DIFÍCIL”

Devido à pandemia do coronavírus, o Circuito de Santo António de Amares, uma das mais antigas provas do país, foi adiado para 2021. A decisão, difícil foi tomada em inícios de abril e revelou-se acertada, como referiu João Andrade.

“Tivemos que tomar a decisão, que muitos nos custou, de cancelar a edição deste ano do Circuito do Santo António, bem com as próprias Festas d’Amares. Tomamos a decisão em abril quando estávamos já com quase tudo acertado para o programa deste ano. Tivemos receio que a pandemia não se resolvesse antes da altura das festas, como se veio a comprovar. Foi uma decisão difícil, mas que se revelou acertada” começou por referir João Andrade.

O presidente da AFAA garante que “para nós foi uma decisão muito difícil e é com pena que não vemos os ciclistas a abrilhantar Amares neste dia. O Circuito de Santo António é das provas mais antigas do país, que chama a Amares centenas de pessoas de todas as gerações, que vibram com o ciclismo”.

63 EDIÇÕES SEM INTERRUPÇÕES

João Andrade lembra que “este circuito leva já 63 edições realizadas sem interrupções. Esta é a primeira vez que o circuito não se realiza e nós sabemos que as pessoas sentem a falta do ciclismo neste dia tão especial para todos nós. Todos os anos as pessoas se juntam aqui para assistir à passagem e à chegada dos ciclistas. As gentes de Amares gostam de ciclismo e o circuito faz parte da tradição das festas de Santo António”.

“Mas tinha mesmo que ser. Na altura reunimos com a Câmara Municipal e decidimos que não íamos organizar as Festas d’Amares e o Circuito de Santo António. Era uma decisão que tinha que ser tomada na altura, não podíamos adiar a decisão com tudo o que estava em jogo” disse João Andrade, que garantiu que “todos os contratos que tínhamos assumido passaram o próximo ano, assim como o ciclismo”.

“VAMOS PROGRAMAR ALGO MELHOR PARA O ANO”

O 64.º Circuito de Santo António de Amares fica assim adiado para 2021 e pode ser diferente. João Andrade referiu que “vamos marcar, depois que toda esta situação acalme, uma reunião com a Associação de Ciclismo do Minho e tentar organizar algo melhor para o próximo ano, de forma a compensar os amantes do ciclismo por este adiamento”.

“O Circuito de Santo António de Amares já tem a sua tradição aqui em Amares e calendário do ciclismo nacional. É uma das provas mais antigas do país e merece todo o nosso respeito. Claro que não podíamos adiar o Circuito para outra data porque faz parte das Festas d’Amares e sem festa não faz sentido ter o ciclismo. Agora podemos articular alguma coisa de diferente para o próximo ano para colmatar este cancelamento. A região e a prova mais antiga do país merecem uma coisa diferente… vamos ver o que é possível fazer”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS