ATLETISMO

Amigos da Montanha em grande destaque na Orientação

A equipa de Orientação nos Amigos da Montanha esteve em grande destaque no arranque da época da modalidade. A equipa barcelense viu alguns dos seus atletas venceram várias das 10 etapas já realizadas do calendário nacional e a ocuparem, mesmos, os primeiros lugares do ranking.

Com um grupo de 26 atletas na formação, os Amigos da Montanha têm vindo a crescer graças aos protocolos que o clube tem estabelecido com várias escolas, como salientou Jorge Silva, Vice-Presidente dos Amigos da Montanha para a Orientação.

JORGE SILVA “GRANDE INCREMENTO NA FORMAÇÃO”

“A orientação nos Amigos da Montanha teve nos últimos três anos um grande incremento na formação”, começou por referir Jorge Silva, que adiantou que “esse incremento resultou de protocolos estabelecidos com escolas, onde havia professoras interessadas em desenvolver projetos de Orientação. Foi o caso da professora Anabela Freitas, do Agrupamento de Escolas de Forjães, com a professora Teresa Alves, inicialmente no Agrupamento de Escolas do Freixo, e atualmente no Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado. Registámos ainda algumas entradas individuais de atletas barcelenses”. 

Assim, em 2020 “inscrevemos na Federação os 26 atletas dos nossos escalões de formação”. Depois do aumento de atletas, surgiram os resultados…

“RESULTADOS COMEÇARAM A APARECER”

“Com a contratação do Rafael Lima para treinador e a sistematização do treino, ao fim de apenas alguns meses, os resultados começaram a aparecer. Os atletas abordam as provas com mais confiança, notando-se a evolução quer no aspeto físico, quer no aspeto técnico-tático”, referiu aquele responsável.

Jorge Silva explicou que “no calendário da orientação portuguesa há uma grande concentração de provas nos primeiros meses do ano. Assim, aquando da interrupção dos campeonatos, em março, já tinham sido disputadas 10 etapas. E em apenas dois meses a melhoria de resultados já eram visíveis resultados”.

“Olhando para os atletas que nos vinham habituando a bons resultados, destacam-se Rodrigo Lima, em H16, que tinha vencido já sete etapas, liderando o respetivo ranking. Duarte Reis era segundo classificado no ranking H14 com a vitória em três. Inês Laranjeira tinha já vencido três etapas sendo quinta classificada no ranking. Mariana São Bento estava a conquistar resultado bastante consistentes, apesar de ainda não ter ganho etapas, seguia em terceiro lugar do ranking D16”.

Também nos mais novos já se notavam grandes resultados: “em relação aos novos atletas, que, praticamente, começaram este ano a competir a sério, destaque para Beatriz Ribeiro em D12 que lidera o seu ranking, tendo já vencido quatro etapas. João Maia em H12 venceu três etapas e Miguel Costa, em H12, e Rita Maia, em D14, também já tinham vencido uma etapa”.

ATLETAS NO GRUPO DE OBSERVAÇÃO DAS SELEÇÕES

Mas as boas noticias não se ficam por aqui, e os Amigos da Montanha recebeu com alegria o facto de alguns dos seus atletas estarem a ser observados pela FPO.

“Há um grupo de Jovens Atletas que se encontra no Grupo de Observação das Seleções Jovens da Federação portuguesa de Orientação, nomeadamente o Fábio Baptista (H18), o Rodrigo Lima (H16), o Duarte Reis (H14), a Mariana São Bento (D16) e a Inês Laranjeira (D14). O Rodrigo Lima cumpre, atualmente, todos os critérios para poder ser selecionado para o EYOC 2020 (Campeonato da Europa de Jovens), a ser disputado em outubro, na Hungria”.

ESTÁGIO COM A SELEÇÃO GALEGA DE ORIENTAÇÃO

De referir que antes da suspensão de toda a prática desportiva, os Amigos da Montanha realizaram um estágio conjunto com a Federação Galega de Orientação (Fegado), em Caminha. “No sábado, dia sete, utilizámos o mapa da Mata do Camarido, onde tivemos em ação mais de 80 jovens atletas. Neste dia também contámos com a participação dos alunos de Desporto Escolar de Orientação da professora Anabela Freitas do Agrupamento de Escolas de Forjães e da professora Teresa Alves do Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado. No dia oito, deslocámo-nos para o mapa de Oia (La Guardia) com 18 atletas. Este estágio decorreu de uma forma intensa, mas com excelente empenho de todos os participantes. Agora, aguardamos que sejam levantadas as medidas restritivas para podermos agendar o segundo estágio, a ser realizado na Galiza.

TREINOS E RETOMA

Com a suspensão de todos os treinos e a obrigação do confinamento, os responsáveis pela formação da Orientação dos Amigos da Montanha mantiveram o contacto com os atletas e Jorge Silva garante que “durante este período de confinamento, temos continuado a trabalhar com os atletas da forma possível neste contexto, acompanhando os treinos e procurando estar próximo dos atletas para mantermos toda esta motivação quando for possível retomar a atividade”.

Aquele responsável acredita que “os moldes em que se desenrola a modalidade de orientação poderão contribuir positivamente para retomar a prática desportiva no terreno”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS