CICLISMO

Roberto Cardoso regressou aos treinos na estrada

Roberto Cardoso, ciclista da Tensai/Sambiental/Santa Marta, regressou aos treinos na estrada, depois de quase dois meses de confinamento. O treino correu bem e fez renascer a vontade de voltar às corridas e de lutar pelas melhores classificações.

 “Finalmente conseguir regressar aos treinos na estrada. Já estava com muitas saudades”, começou por afirmar Roberto Cardoso, que lembrou que “com esta pandemia quase que parei de treinar”.

“CORRERAM BEM”

O ciclista de Viana do Castelo considerou que “os primeiros treinos até correram bem. Custaram um bocadinho, mas até pensei que iriam custar mais”.

Agora é hora de trabalhar para recuperar o tempo perdido… “como tenho um horário reduzido, tenho facilidade em conciliar as aulas e os treinos. Agora vai ser como o recomeçar de uma nova época e tenho que me empenhar”, disse Roberto Cardoso.

“SENTI QUE AINDA NÃO ESTAVA NA FORMA CERTA”

O ciclista vianense, que está no seu segundo ano de Júnior, participou nas duas corridas que se realizaram antes da paragem das competições e ficou insatisfeito com o que conseguiu… “senti que ainda não estava na forma certa” e acrescentou: “estava a trabalhar para entrar nas provas da Taça de Portugal da melhor forma. Depois aconteceu esta pandemia, quase que deixei de treinar, mas agora vou-me empenhar a fundo para quando regressarem as competições, estar na melhor forma possível e conseguir lutar pelos objetivos da equipa e individuais”.

“TENTAR FICAR NO TOP5”

Roberto Cardoso acredita que as competições vão regressar, em datas diferentes, mas “o importante é que possamos fazer algumas corridas” e adiantou que: “dentro das competições que se realizarem, o meu objetivo será sempre o mesmo, em primeiro, ajudar a Tensai a atingir as metas traçadas. Depois tentar ficar no Top nas corridas mais importantes para poder aspirar a ficar numa boa equipa de Sub-23”.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS