CICLISMO

Tomás Carvalho: o Cadete que ‘brilha’ nas várias vertentes do ciclismo

Tomás Carvalho teve um excelente arranque de época. O Cadete da Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulac brilhou nas provas de Ciclocrosse, de Pista e na única prova de Estrada que realizou (Prova de Abertura em Cantanhede), conquistou a Camisola Vermelha (Metas Volantes).

Com apenas 15 anos, o ciclista da zona de Aveiro diz-se um polivalente, participando, por isso, nas provas das várias vertentes (Estrada, Ciclocrosse, Pista e BTT), embora confesse que gostava de fazer carreira na Estrada e na Pista.

“TENHO MESMO MUITAS SAUDADES DA COMPETIÇÃO E DA ADRENALINA”

Neste momento, Tomás Carvalho está, como todos os seus colegas de ciclismo, retido em casa…

“Está a ser difícil, estava com total foco e determinação para tentar fazer a melhor época possível”, começou por referir Tomás Carvalho, que adiantou “tenho mesmo muitas saudades da competição e da adrenalina”.

Apesar de ‘fechado’ em casa Tomás Carvalho não está parado: “treino em casa. Sigo o plano da minha treinadora Maaris Meier e do diretor desportivo da Seissa, Hélder Braga. Temos algumas sessões de treino por vídeo chamada com o resto da equipa de Cadetes”.

A estudar no 10.º ano, Tomás Carvalho consegue, para já, conciliar as estudos e treinos… ambos feitos de casa desde meados de março.

“De momento tenho aulas de manhã, por isso, consigo fazer os meus treinos da parte da tarde e ao fim do dia faço os trabalhos da escola”, explicou o jovem que pretende seguir a área das engenharias no futuro.

CONQUISTA A CAMISOLA VERMELHA EM CANTANHEDE

A época de Estrada tinha acabado de começar quando se despoletou toda a situação do Covid-19. Tomás Carvalho e a Seissa tiveram apenas a oportunidade de participar na Prova de Abertura disputada em Cantanhede.

O ciclista da zona de Aveiro recorda que não estava no seu melhor e, por isso, não conseguiu disputar a classificação geral.

“Não estava na minha melhor condição física e não consegui estar na disputa da classificação geral. No entanto e com um grande trabalho de equipa consegui arrebatar a camisola das metas volantes”, lembra Tomás Carvalho.

CAMPEÃO DO MINHO EM CICLOCROSSE

Para além da Estrada, Tomás Carvalho participou nas provas de Ciclocrosse e Pista, tendo conquistado resultados de relevo.

Em Ciclocrosse Tomás Carvalho sagrou-se Campeão do Minho em Cadetes e fez terceiro lugar no ranking da Taça de Portugal, tendo terminado o Campeonato Nacional em oitavo lugar. Já na Pista, o jovem de Aveiro foi Vice-Campeão de Scratch e em Perseguição por equipas. Tomás Carvalho foi ainda quarto classificado na Corrida por Pontos. Na Taça de Portugal foi terceiro classificado no ranking dos 500m.

“Este ano já consegui excelentes resultados, principalmente, na Pista” referiu Tomás Carvalho, que confessa que “tenho uma grande paixão pelas duas modalidades”.

“Eu considero-me um atleta polivalente. O facto de residir perto do velódromo traz-me uma mais valia, porque treino lá diversas vezes por semana, o que ajuda a preparar a época de Pista. Quanto ao ciclocrosse é a minha modalidade de inverno preferida, o que me dá muita motivação para treinar”.

“GOSTAVA DE TER UMA CARREIRA DE CICLISTA DE ESTRADA E PISTA”

Claro que para estar na linha da frente das três vertentes, Tomás Carvalho tem que trabalhar muito e quanto a férias…

“Entre o fim da época de Estrada e o início do Ciclocrosse consigo ter uma paragem de 15 dias. E entre o fim da época de Pista e o início da época de Estrada e BTT consigo ter outra paragem de 15 dias. É o tempo suficiente para descansar e recuperar as energias”, explica Tomás Carvalho.

O ciclista da Seissa, que também participa em prova de BTT “quando o calendário o permite faço provas de BTT para descomprimir”, garante que gostava de se especializar na Estrada e na Pista: “gostava de ter uma carreira de ciclista de Estrada e Pista, tomando como referência os gémeos Oliveira”.

DE AVEIRO PARA A SEISSA

Tomás Carvalho é da zona de Aveiro, mas representa a Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulac desde setembro de 2019. Como surgiu o ingresso no clube de Barcelos?

“Numa fase em que queria começar a dar prioridade à vertente de Estrada, conversei com a Seissa e o Hélder Braga abriu-me as portas da equipa, dando-me todo o apoio desejado. Embora houvesse outras alternativas, sempre gostei muito do projeto da Seissa e na equipa já tinha lá grandes amigos, o me motivou ainda mais a escolher a Seissa”.

Apesar da distância, Tomás Carvalho consegue fazer os treinos de equipa: “em condições normais temos treinos quase todos os fins de semana e tento estar sempre presente”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS