FUTEBOL FEMININO

Miguel Afonso deixa comando técnico do Bonitos de Amorim

Miguel Afonso já não é o treinador do CS Bonitos de Amorim, clube que milita no Campeonato Nacional da II Divisão de Futebol Feminino e terminou na terceira posição da Série B.

Miguel Afonso deixa o conjunto da Póvoa de Varzim com o sentimento de gratidão ao clube, à coordenação e ao plantel e refere mesmo que o balanço “é muito positivo. É um balanço de crescimento enorme, quer taticamente, tecnicamente, como homem e mesmo socialmente”.

EM TERMOS DESPORTIVOS: “SATISFEITO, MAS NÃO RADIANTE”

Sem se deter o treinador bracarense referiu que “em termos de resultados, saio satisfeito, mas não radiante. O terceiro lugar é pouco para a qualidade demonstrada em campo. Também seria injusto dizer que o segundo classificado não merecia lá estar. Olhando para o valor dos adversários, o nosso e tudo o que foi feito, saio satisfeito”.

“AGRADEÇO AO BONITOS DE AMORIM”

Miguel Afonso deixa o Bonitos de Amorim, mas vai continuar no futebol feminino: “o futuro será um passo de gigante” e sem querer adiantar muito, referiu que “o que posso dizer é que cheguei ao patamar que sempre lutei e agradeço ao Bonitos de Amorim, a todos sem exceção, porque foram eles que me lançaram, que nos permitiram mostrar a nossa qualidade como equipa técnica”.

Miguel Afonso e a sua equipa técnica tiveram em Amorim a sua primeira experiência com o futebol feminino e garante que “foi a melhor experiência que podia ter. Entrar no futebol feminino foi o melhor que me aconteceu. Abriu-me portas que nunca sonhei abrir tão cedo. Aprendi imenso ao sair da minha zona de conforto. Por isso, estou muito agradecido ao plantel e à coordenação do Amorim por tudo o que proporcionaram e pelo que me fizeram crescer”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS