CANOAGEM

Darque KC doa material de proteção ao Centro Comunitário

A Darque Kayak Clube está a doar materiais de proteção ao COVID-19 ao Centro Comunitário de Darque. O Centro Comunitário de Darque vive dias difíceis, e a Darque KC decidiu ajudar, doando alguma material, ao mesmo tempo que deixa o apelo “ajudem o Centro Comunitário!”

No momento difícil que estamos a viver, a Darque Kayak Clube doou 30 batas descartáveis, 100 luvas em nitrilo e três frascos de gel à base de álcool ao Centro Comunitário de Darque.

Segundo a direção da DKC “é um apoio humilde, mas para já o possível, sendo que os excedentes do seu posto médico estão a ser canalizados para este Centro, uma vez que a atividade do clube passou para os treinos em casa, acompanhados pelos seus técnicos”.

Os responsáveis pela formação da Darque KC referem ainda que “vamos continuar a apoiar o Centro Paroquial, adquirindo o que possa encontrar no mercado e o que os seus sócios, atletas, dirigentes, técnicos possam doar diretamente ao CCD”.

TRADIÇÃO NA ARTICULAÇÃO ENTRE AS DUAS INSTITUIÇÕES

A Darque Kayak Clube tem uma tradição de 26 anos de articulação com o Centro Paroquial de Darque “pois até há alguns uns anos, no tempo do saudoso Padre Fraga, beneficiava da utilização da carrinha deste Centro para levar as crianças e os jovens da DKC às provas e, por sua vez, o clube proporcionava às crianças do Centro Paroquial de Darque, no Verão, ações de canoagem”.

Portanto “não é a primeira vez que há entreajuda e solidariedade entre estas duas instituições, inclusive uma das diretoras da DKC, já estagiou no CCD”. 

O Presidente da DKC, Américo Castro, já solicitou informalmente ao Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo ajuda para o Centro Comunitário de Darque e sabe que vão ser distribuídas a todas as IPSS materiais de proteção para o COVI 19.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS