NATAÇÃO

SC Braga com ‘sonhos’ adiados

Tamila Holub, com mínimos para os JO, e José Paulo Lopes no Europeu de Glasgow

O SC Braga deveria ter viajado hoje para Lisboa para participar no Campeonato Nacional da I Divisão de natação, que estava marcado para sábado e domingo no Complexo do Jamor, mas que devido à pandemia do Covid-19 foi suspensa.

Sem competição e com a data de uma tão importante prova a aproximar-se deixa no clube “um sentimento de vazio, de tristeza” disse Luís Cameira, coordenador técnico do SC Braga.

José Paulo Lopes bateu alguns recordes esta temporada

O treinador bracarense lembra que “hoje era dia de viajarmos para Lisboa para o Campeonato Nacional da I Divisão e estamos aqui sem poder treinar na piscina, sem saber quando poderemos regressar aos trabalhos. Isto custa-me a mim, aos pais, mas sobretudo aos atletas, que fizeram as suas apostas, deixaram os estudos de lado para abraçar os seus objetivos e agora vêm os resultados adiados”.

De referir que a natação tinha um dos pontos altos da época esta altura, com a realização do Zonal de Infantis (20-22 março), Campeonato Nacional de Juvenis, Juniores e Absolutos de Piscina Longa (26-29 março) e agora o Campeonato Nacional da I Divisão. O SC Braga estava presente em todas as provas e com legítimas ambições, mas tudo ficou adiado.

LUÍS CAMEIRA: “ESTA É UMA SITUAÇÃO ESTRANHA”

Rafael Simões fez os mínimos para a Concentração da Seleção Nacional

“As piscinas estão fechadas e os atletas estão a treinar em casa. Todas as semanas enviamos um plano novo de trabalhos para se poderem manter ativos”, disse Luís Cameira, que vai mantendo o contacto com os nadadores, ao mesmo tempo que os tenta manter motivados: “eles estão ansiosos, esta é uma situação estranha para todos. Depois eles veem os dias a passarem e questionam se ainda vamos ter competição este ano. Claro que uns estão mais acomodados, outros mostram-se ainda muito ansiosos”.

“A Tamila, por exemplo, estava muito ansiosa até ao anúncio do adiamento dos Jogos Olímpicos. Agora está mais calma. O José Paulo Lopes está mais conformado. De qualquer os dois estão empenhados no futuro” disse Luís Cameira, que referiu que os dois nadadores têm tido um papel ativo na remarcação das provas: “a Confederação Internacional está a remarcar as grandes provas de 2021 devido à alteração dos Jogos Olímpicos para esse ano e está a auscultar os nadadores quanto às várias possibilidades. Isso é importante para eles e mantém-nos focados na modalidade”.

O SC Braga esteve em alta nos Campeonatos Regionais

MANTER O OTIMISMO

Luís Cameira garante que “eu tento transmitir otimismo aos atletas para que eles não desmoralizarem. Tenho-lhes dito para aproveitarem para estudar, para fazerem os exercícios que temos mandado e para se manterem positivos. Digo-lhes muitas vezes que se calhar estas são as nossas férias e que em agosto vamos estar a trabalhar”.

A Federação Portuguesa de Natação ainda não decidiu como vai refazer o calendário, certo é que até ao final do mês as provas estão suspensas “depois vamos ver como está toda esta questão do vírus, se já podemos voltar às piscinas ou não. O que eu tenho dito aos nadadores é que vier o calor e tivermos acesso à piscina ao ar livre será mais fácil regressar à atividade porque corremos menos riscos do que na piscina coberta, em que temos o ar condicionado, o ambiente húmido…”.

“RETSA-NOS AGUARDAR QUE TUDO ISTO ACABE”

SC Braga sagrou-se Campeão Nacional da II Divisão em femininos

Confiante que “quando houver condições” os atletas poderão voltar ao ativo, Luís Cameira lembrou que “os atletas fizeram tantos planos. Nós fomos ao estágio nos Pirenéus, preparamos toda uma época e agora está tudo em stanb by. Resta-nos aguardar que tudo isto acabe para regressarmos ao nosso trabalho”, sendo certo que “muitas coisas não podem ser recuperadas porque é um ano que passa. Os Juvenis A para o ano são Juniores, os Juniores sobem a Seniores… Ninguém fica no mesmo escalão e as lutas mudam”.

Com a alteração das datas das provas, também as datas para se alcançarem os mínimos foram alteradas e aqui José Paulo Lopes e Rafael Simões ganham uma certa vantagem… “penso que para o José Paulo será mais fácil bater os mínimos, é mais um ano de experiência. Assim, como o Rafael. Acabam por ganhar um ano”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS