VOLEIBOL

AD Esposende contra anulação dos Campeonatos Nacionais

A Associação Desportiva de Esposende mostrou-se hoje contra a possibilidade da Federação Portuguesa de Voleibol anular os Campeonatos Nacionais, cenário que parece ganhar cada vez mais força devido à pandemia que vivemos. Para o clube de Esposende não se deve negar aos atletas e aos clubes, principalmente aos da formação, a possibilidade de lutar pelo título de Campeão Nacional. Para que seja encontrado o ‘Campeão Especial’, a AD Esposende avança com uma solução: que apenas os clubes que lutaram pelo título durante os seis meses fiquem em competição.

RUI PEDRO RIBEIRO: “QUE NÃO SE NEGUE A NENHUM JOGADOR A OPORTUNIDADE DE LUTAR POR ALGO ÚNICO”

“Aquilo que pretendemos é que não se negue a nenhum jovem a oportunidade de lutar por algo único.  Nem que isso signifique atrasar o início da época seguinte, reajustar calendários, seja o que for”, começou por referir Rui Pedro Ribeiro, responsável pela secção de voleibol da AD Esposende.

Aquele dirigente avançou que “por outro lado, estamos em tempos em que se exige responsabilidade e consciência…E a consciência impõe que cada um assuma as suas aspirações e limitações. Se não tenho aspiração a ser campeão, prescindo de competir para que os melhores tenham tempo para concluir a competição”.

“Todos temos objetivos, nós queremos afirmar a modalidade em Esposende, formar atletas e formar pessoas. Podemos continuar a trabalhar nesses nossos objetivos. mas que dizer do miúdo de 17 anos, que para o ano vai para a universidade e pode deixar de reunir as condições para voltar a lutar pelo título nacional? O desporto é dos e para os atletas. Não neguem a ninguém a oportunidade de ser Campeão Nacional 2019-2020… nem que seja em 2021!”, disse Rui Pedro Ribeiro.

“PREFERIA QUE SE REDEFINISSE O CAMPEONATO”

Aquele responsável afirmou mesmo que “preferia que redefinisse o campeonato e não que o anulassem” e adiantou que “que o Campeão seja o Campeão especial… mas que seja um ano em que lembremos que o desporto é sucesso. Mas acima de tudo é partilha. E se eu contribuir para o sucesso de alguém, mesmo que como adversário, também sou vencedor!”.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS