BASQUETEBOL

BC Limiense ‘sonha’ com apuramento para a segunda fase

O BC Limiense continua a sonhar com o apuramento para a segunda fase da Taça Nacional de Sub-19 feminino de basquetebol. O campeão Distrital da Associação de Basquetebol de Viana do Castelo ocupa a terceira posição da Zona Norte A e depende apenas de si para seguir em frente.

A três jornadas do termo da primeira fase, o BC Limiense soma 11 pontos e está a um ponto do segundo lugar, ocupado pelo Diogo Cão, equipa que ainda vai defrontar em sua casa. Em sete jogos, a equipa de Ponte de Lima cedeu três derrotas, todas elas por uma diferença muito pequena de pontos e numa altura em que não podia contar com a totalidade da equipa.

A paragem das competições devido ao coronavírus permite a Francisco Alves recuperar a equipa, que psicologicamente ficou afetada com as derrotas, e também algumas lesões.

FRANCISCO ALVES: “A EQUIPA TEVE UMA BOA POSTURA AO LONO DA ÉPOCA”

 “A equipa teve uma postura muito positiva ao longo da época. Na Taça Nacional de Sub-19 entramos bem e vencemos os dois primeiros jogos. Depois tivemos um fim de semana muito complicado”, começou por referir Francisco Alves, que adiantou: “no sábado deslocamo-nos a Vila Real para defrontar o Diogo Cão. Só consegui levar seis atletas e uma estava condicionada. Foi um jogo complicado e houve certos condicionamentos que fizeram a diferença no jogo. Mesmo assim conseguidos discutir o jogo e levamos a decisão para o prolongamento e perdemos por dois pontos. Não merecíamos perder, as miúdas jogaram contra tudo e contra todos e mereciam outro resultado”.

O BC Limiense recebeu no dia seguinte a Juv. Pacense: “neste jogo já contamos com uma atleta das Sub-16, mas notou-se que a equipa ficou afetada por tudo o que se tinha passado no dia anterior e estava desgastada. Mesmo assim ainda se manteve no jogo nos dois primeiros quartos. O terceiro período a Juv. Pacense foi muito forte e distanciou-se no marcador. No quarto período a minha equipa reagiu e conseguiu reduzir a desvantagem. Aliás ainda conseguiu passar para a frente do marcador, mas acabamos por perder por dois. No entanto, se a equipa tivesse jogado o jogo todo como o fez no quarto período tínhamos ganho o jogo”.

“FOI COMPLICADO GERIR O FACTO DE TERMOS ESTADO ÀS PORTAS DA VITÓRIA NOS DOIS JOGOS E NÃO TERMOS CONSEGUIDO GANHAR”

Francisco Alves referiu ainda que “foi complicado gerir o facto de termos estado às portas da vitória nos dois jogos e não termos conseguido ganhar. Isso afetou muito a equipa. É claro que nunca perdemos a esperança, mas comecei a sentir a equipa desmotivada. Por isso, frente ao BC Barcelos utilizei as atletas que tinham menos tempo de jogo e elas estiveram muito bem, mostraram capacidade e produziram coisas boas”.

No último jogo disputado antes da paragem da competição, o BC Limiense deslocou-se ao recinto do Monção BC: “para este jogo só tinha disponíveis cinco atletas e o desgaste foi enorme. Depois tenho que realçar o comportamento espetacular do Monção BC. A equipa tem tido uma evolução muito grande e teve mérito na vitória. É certo que a jogar com cinco atletas a equipa ressentiu-se do cansaço e chegou a um ponto que já não dava mais. E depois quando as coisas começam a correr mal elas vão abaixo”.

Francisco Alves tentou resolver a questão “marcamos uma reunião para debatermos essas questões e as nossas metas. Entretanto, apareceu esta situação toda. É uma situação estranha”.

“SE GANHARMOS OS TRÊS JOGOS QUE FALTAM ASEGURAMOS O APURAMENTO”

Sobre o futuro, o treinador na equipa de Sub-19 do BC Limiense não tem dúvidas: “se ganharmos os três jogos que faltam asseguramos o apuramento para a segunda fase. O calendário não é fácil, pois pela frente temos o Diogo Cão, Juv. Pacense e BC Barcelos, mas só dependemos de nós para seguir em frente”.

Devido a toda a situação que vivemos as competições foram suspensas e Francisco Alves tenta ver o lado positivo da “uma situação jamais imaginada” e referiu que “esta paragem serve, para pelo menos, recuperarmos as atletas que estavam lesionadas e recuperá-las também psicologicamente. Sabemos que corremos o risco de ver toda a competição cancelada, mas vamos pensar positivo e pensar que tudo vai passar o mais rápido possível. Até lá vamos, em primeiro lugar, tentar mantermo-nos todos em segurança, longe dos locais de contágio e, ao mesmo, tempo tentar recuperar a equipa para quando recomeçar a competição estarmos aptos para lutar pelos nossos objetivos”.

FUTURO DA EQUIPA DE SUB-19 É UMA INCÓGNITA

Falando no futuro, Francisco Alves não sabe o que vai acontecer com a equipa de Sub-19, até porque “do atual grupo apenas duas são de primeiro ano, todas as outras sobem a seniores, e da equipa de Sub-16 não sobe nenhuma. Depois todas elas estão bem encaminhadas nos estudos e fico contente por elas”.

“Relativamente ao futuro da equipa vejo com alguma apreensão. O BC Limiense tem a equipa sénior feminina no seu primeiro ano e era importante que todas as equipas se mantivessem em funções. É um incentivo para a formação, saber que um dia podem chegar ao mais alto nível do basquetebol. Neste momento todos os treinos estão suspensos, assim como as reuniões, por isso, resta-nos aguardar para ver o que vai acontecer”, disse aquele treinador.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS