CICLISMO

Sérgio Saleiro (CC Barcelos) trabalhar para “discutir as corridas”

Sérgio Saleiro, do CC Barcelos/A.F.F./Flynx/H.M. Motor, estreou-se no escalão de Juniores com jornada dupla a contar para o Campeonato do Minho de Ciclismo de Estrada – Arrecadações da Quintã. O ciclista barcelense não teve a estreia que pretendia, mas continua a trabalhar porque tem como grande objetivo “discutir as corridas”.

Na Prova de Abertura de Juniores – Zona A, Sérgio Saleiro terminou no top25 depois de percorrer os 78,2 quilómetros. No Prémio de Ciclismo de Barroselas, que pela primeira vez se destinou apenas ao escalão Júnior, mas em que os ciclistas tiveram que percorrer um total de 115,9 quilómetros, o atleta do CC Barcelos andou integrado no pelotão até à terceira volta ao circuito, mas um furo fez com que perdesse algum tempo e acabou por cortar a meta no 52.º lugar a uma volta do vencedor, João Silva, do Bairrada.

SÉRGIO SALEIRO “NÃO FOI A ESTREIA QUE EU PRETENDIA”

“Não foi a estreia que eu pretendia”, começou por dizer Sérgio Saleiro, que adiantou que “senti algumas dificuldades que não estava à espera, depois de ter feito bons resultados na pista. O andamento imposto nas corridas foi muito puxado”.

A quilometragem acabou por ser outro fator de dificuldade: “em Cadetes fizemos duas ou três corridas com cerca de 80 quilómetros. Estas foram as primeiras corridas que fiz como Júnior e, portanto, estranhei o andamento, os quilómetros. É verdade que em Fafe até nem estive mal, mas tenho consciência que podia e devia ter feito melhor. Em Barroselas já não deu para mais. Tive um furo na parte principal da corrida e depois já não tive forças para apanhar o pelotão”.

Para Sérgio Saleiro a grande dificuldade no Prémio Cidade de Fafe “foi a subida final”, enquanto que em Barroselas foi “a subida para o Prémio de Montanha e reta gigante que alongou muito o pelotão”.

“TENHO QUE TRABALHAR MUITO”

Apesar de não ter gostava dos resultados, Sérgio Saleiro tirou ilações positivas das duas provas: “deu para perceber que nas corridas não interessa como começa, mas sim como acaba. Deu para perceber que ainda tenho que trabalhar muito para ganhar forma e poder estar nas discussões das corridas”.

Desvalorizando o facto de se terem realizado duas corridas seguidas: “isso foi igual para todos”, Sérgio Saleiro referiu que “eu sou Júnior de primeiro ano, mas tenho que me habituar a estes andamentos e aos quilómetros. Tenho que trabalhar para melhorar”. Até porque “tenho objetivos para a época. Quero discutir as corridas. Chegar à seleção de Pista… embora me pareça que isso agora seja mais difícil por tudo o que estamos a viver”.

TREINOS NOS ROLOS

Apesar de ter visto a vida, praticamente, toda alterada, Sérgio Saleiro garante que “não me deixo desmotivar. Continuo a trabalhar como sempre o fiz e mantenho a esperança que tudo isto passe rápido”.

Sérgio Saleiro tem treinado nos rolos “não podemos arriscar ir correr para a estrada. Se tiver um azar… nesta altura não convém muito ir ao hospital”. De resto, Sérgio já faz rolos desde outubro “como não tenho tardes livres na escola e não é aconselhável treinar na estrada à noite, tenho feito, sobretudo, rolos. Não é o que eu gosto mais de fazer, mas tem que ser. E depois conto com a companhia do um irmão, o que ajuda muito”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS